Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

Pô Consa! Até tu... Blog do Consolaro publica denúncia furada de Nassif

Não faço apologia a nenhum órgão de imprensa (mesmo porque não existe imprensa livre no brasil) porque entendo bem o que move a imprensa atual e o marketing político. Em se tratando de marketing, dediquei os últimos dois anos para entender porque o rejeitado Lula de repente se tornou a maior estrela do país e como Duda Mendonça operou o milagre de transformá-lo num "produto" mais consumível. Conclui, nesta semana, minha segunda leitura do livro "Todo Marqueteiro é Mentiroso", do autor Seth Godin, publicado pela editora Campus, bem como "À sombra das maiorias silenciosas" de Jean Baudrilard da editora Brasiliense. Esses dois livros deveriam ser leitura obrigatória em sala de aula nas faculdades. Voltarei a falar sobre eles.

Não defendo a Revista Veja, nem mesmo a maioria dos jornalistas célebres que se tornaram "au concour" em nossa sociedade de leitura limitada. Mas daí, corroborar as denúncias de Luis Nassif e Paulo Henrique Amorin, bem como Paulo Francis e outros antigos "caluniadores" do Presidente Apedeuta e, agora defensores particulares do seu governo e, consequentemente, do seu legado, sem levar em conta que todos eles agora são "empregados" do governo, levantando cifras milhonárias com publicidade de empresas públicas e, obviamente recebendo nosso dinheiro, participando de reuniões fechadas com... olha só! José Dirceu! Aí é coisa de fanático de uma esquerda que só existiu no papel e nos sonhos de idealizadores como Hélio Bicudo!

Ainda lembro de uma palestra proferida pelo Professor Hélio Consolaro sobre política proferida a jovens católicos na cidade de Araçatuba (isso há bem uns vinte anos). Estive lá e confesso: me motivou muito a entender o que significa a palavra política e de lá para cá tenho me esforçado muito. Sei que não é o bastante. Ler em seu Blog um artigo produzido por Luis Nassif (a quem eu adimirava e respeitava demais) me motivou a produzir este post.

Sei que nos meios intelectuais da esquerda, a Veja não é bem vista! (desculpem, não resisti ao trocadilho), mas vale lembrar que no caso Cachoeira e Demóstenes Torres, ela foi a primeira a publicar, ademais, nos próprios grampos fica evidente que o jornalista citado, Policarpo Junior, o qual Nassif denuncia por ter sido grampeado em mais de 200 ligações, não pertence a lista de jornalistas "comprados": "E fala pra ele (…) eu ganho algum centavo seu, Policarpo? Não ganho (…) Nós temos de ter jornalista na mão, ô Jairo! Nós temos que ter jornalista. O Policarpo nunca vai ser nosso…", palavras de Cachoeira.

Mesmo porque, como jornalista, tem que se falar com todo tipo de gente, de policiais a bandindos e até... políticos!

Não é de hoje que já são conhecidos os jornalistas que se renderam as graças do coronel Lula e é fato que muitos se reúnem com José Dirceu definindo estratégias para desestabiliar e desacreditar quaiquer meios que critiquem o PT no governo. Nesse artigo não tenho a menor intenção de fazer justificativas de nenhum desse meios, mas cada informação deve antes passar por uma análise mais profunda das reais causas que a motivam. A Veja não é imune a corrupção, mas a estrela do PT há tempos tem seu brilho ofuscado por escândalos que todos tentam transformar em mera perseguição por parte dos malvados oposicionistas. Até parece que se esqueceram de como era estar na oposição.

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.