Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

Ministério Público acusa empresa de Birigui de fraudar licitações

Imagem Protegida por Direito Autoral - Um Asno
Imagem Original removida por solicitação do proprietário
Por Hélton Souza na Folha da Região:

O Ministério Público de São Paulo denunciou à Justiça seis empresas de aquecedores solares, entre elas a Transsen, com sede em Birigui, por suposta fraude em uma licitação da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano) de São Paulo. De acordo com o Grupo Especial de Combate aos Delitos Econômicos do MP, a fraude teria ocorrido em abril de 2009, quando a companhia abriu licitação por meio de pregão presencial para adquirir kits de aquecedores solares.


Se a denúncia for aceita, sete executivos responsáveis podem responder pelos crimes de formação de cartel e fraude à licitação. Por telefone, a dona da Transsen, Suzana Cintra, disse ter ficado surpresa com a suspeita do Ministério Público, mas afirmou estar tranquila. "Desde 2010 já sabíamos dessa investigação, mas temos tudo documentado e não temos envolvimento em nenhum esquema fraudulento", garantiu.



Segundo o MP, o esquema funcionava no momento em que as empresas que firmaram acordos, convênios, ajustes e alianças, visando a fixação artificial de preços e quantidades vendidas para o controle do mercado regional, em prejuízo da concorrência da rede de distribuição e de fornecedores, se transformaram em "donas" dos contratos de cada um dos lotes licitados. 



EXPLICAÇÃO

Suzana confirmou que em 2009 participou da licitação para fornecimento de aquecedores solares para 2.132 casas que eram construídas nas regiões de Araçatuba e São José do Rio Preto. Na época, ela apresentou uma proposta de R$ 1.633,21 para cada aquecedor e, como não houve concorrente, firmou contrato de R$ 3.775.981,00.

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.