Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

Alugam-se carreiras! Por uma "pequena" contribuição pecuniária...

Aquele a quem me recuso a chamar de jornalista, pois carrega esse título apenas porque, por força do esquisito, exerce a profissão no canal do Bispo, escreveu as linhas abaixo em seu blog Conversa Afiada, as quais comento em negrito:

Com a inevitável derrota do Cerra em São Paulo, configura-se uma situação em que os tucanos de São Paulo, no Sudeste, só ganharão em Vitória. Márcio Lacerda em Belo Horizonte é uma vitória de Eduardo Campos e de Aécio Never, que, se puder, lança o Cerra sem paraquedas na cratera do metrô. Se o Supremo, ao se apoiar na Lei para condenar uma pessoa só -  clique aqui para ler – , e condenar o Lula, a Dilma e o Dirceu, o Golpe adquire força poderosa.

Neste ponto ele faz alusão a entrevista do "gênio intelectual" sempre evocado pelos Burgueses do Capital Alheio, Wanderley Guilherme dos Santos, para quem o julgamento do Mensalão é um golpe contra Lula e Dilma e de exceção contra José Dirceu. Primeiro, não existe golpe contra ex-presidente, segundo, Dilma não está sendo julgada (ainda que se esforce para fazer parte do julgamento com suas notas impertinentes) e, por último, o julgamento ocorre segundo a lei e em harmonia com a Constituição. Basta que os brasileiros acompanhem a transmissão ao vivo, ou simplesmente vejam o resumo no canal da TV Justiça. Aliás, até esse monumento da democracia vem sendo atacado por bárbaros petistas inconformados com a transmissão transparente a todos os cidadãos.
A eleição de 2014 será uma batalha sangrenta. A elite brasileira não poderá se permitir uma quarta derrota consecutiva. E será preciso Golpear o “lado de cá” com todas as armas, especialmente as ilegais.
A qual elite ele se refere? Ao que consta, seu patrimônio não se compara ao dos proletários do nosso país, mesmo porque, sua conta engordou muito desde que alugou seu blog aos interesses da propaganda governista. O seu "lado de cá" tem sido muito generoso com o seu status de jornalista mais bem pago por suas palavras.
Para isso, serão indipensáveis os membros do Ministério Público agora desmoralizados no banho da cachoeira.
O Ministério Público não está nenhum pouco desmoralizado. Pelo contrário, sua boa imagem tem se popularizado cada vez mais, inclusive nas redes sociais. A CPI do Cachoeira, mais para CPI do Brejo, já estava marcada pra dar em nada antes de começar porque seu objetivo era outro: atacar a oposição.
Os cérebros do mervalismo pigânico (*) clique aqui para ler “Sucessora de Ali Kamel fecha o cerco à Dilma”. E o Supremo Tribunal Federal que se transformou num tribunal de exceção como observou, também, o professor Wanderley. Para enfrentar essas três forças Golpistas seria necessário haver uma Ley de Medios, como a da Argentina clique aqui para ver o vídeo da TV Afiada. Ou uma atitude corajosa como a de Rafael Corrêa clique aqui para ler. No Brasil, não há Cristina nem Rafael.
Agora fica mais claro! Óbvio que, em regimes como os evocados por Paulo Henrique Amorim, apenas opiniões ancoradas na vassalagem aos governos poderiam prosperar. É essa a democracia que pensam nossos jornalistas? É claro que não!
A última trincheira do golpe brasiguaio será o Supremo agora convertido em tribunal de exceção. Caberá à presidenta Dilma nomear ainda dois ministros. Eles poderão ser os heróis da resistência ao golpe brasiguaio. Dilma tem nas mãos a Rede da Legalidade sob a forma de duas nomeações. O que nem Lula nem ela conseguiu no passado ela pode conseguir agora. A Globo, o Ministério Público e o Supremo, em parte, tentarão derrubá-la antes ou em 2014. Ela tem duas chances de impedir.
O que pensa este homem? Acaso um ministro do supremo escolhido por um presidente e sabatinado pelo senado teria, na sua opinião, compromisso com quem o sugeriu, ou com a lei devidamente amparada pela Constituição Brasileira? Ministros do Supremo vêm a compor um colegiado autônomo, cuja a função precípua é a de guardião da Constituição, zelando exclusivamente pelo controle da constitucionalidade, jamais de se submeter, por conveniência, às necessidades de quem os indicou. Além do mais, oito dos onze ministros foram indicados por Lula e Dilma, atiraram no pé, foi???
Amorim ainda escreve em seu blog a respeito do que ele chama de PIG (Partido da Imprensa Golpista): "Em nenhuma democracia séria do mundo, jornais conservadores, de baixa qualidade técnica e até sensacionalistas, e uma única rede de televisão têm a importância que têm no Brasil. Eles se transformaram num partido político – o PiG, Partido da Imprensa Golpista. A definição de "Golpe", no contexto explorado por este senhor, seria derrubar ilegalmente um governo legitimamente constituído. Onde está a mobilização social para tanto? Onde estão os oposicionistas engajados na articulação de milícias para tanto? Onde está a ilegalidade (já que o processo de golpe nem existe)? O mito do Golpe é explorado em todos os discursos petistas, é endossado pela imprensa governista e é discutido por "intilictuais" em diversas páginas da internet. Golpe somos nós que sofremos todos os dias com o disparate que se faz ao se multiplicar mentiras em nome de um projeto de poder. 

Concluo
À propósito senhor Paulo Henrique, todos os que têm cérebro em nossa nação, desejam que o dito Mensalão Tucano também seja julgado, mas guardadas as devidas proporções, os criminosos que o senhor defende (mediante uma pequena contribuição pecuniária), são, de forma colossal, muito mais graves. A gravidade se encontra na distorção que se faz e no uso do dinheiro público para financiar esta distorção!

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.