Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

Um cientista político deixa de ser cientista quando se torna apenas "político"

Wanderley Guilherme dos Santos - Um Asno
Wanderley Guilherme dos Santos não afirma que o STF é um tribunal de exceção (seria louco se o afirmasse!), mas não perde a chance de caracteriza-lo como Julgamento de ExceçãoEm entrevista para o Valor Econômico, Santos critica a forma como está sendo conduzido o julgamento do Mensalão“O mensalão não tem nada de emblemático – ao contrário disso, será um julgamento de exceção. Essas são as palavras do cientista político, para quem os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) têm construído um discurso paralelo ao longo das sessões que destoa da tradição da Corte. “Nunca mais haverá um julgamento em que se fale sobre flexibilização do uso de provas, sobre transferência do ônus da prova aos réus, não importa o que aconteça”, afirma. Seriam as inovações citadas por Santos que sustentam sua crença na exceção. Ele é Presidente da Fundação Casa de Rui Barbosa, autarquia do Ministério da Cultura, estudioso da democracia e de regimes autoritários e é considerado (principalmente pelo PT) um decano da ciência política no Brasil. É também o queridinho de Paulo Henrique Amorim!

Não vou entrar na questão técnica e profundamente ambientada na lei e na Constituição Federal com que vêm tratando, ao menos nove dos ministros do Supremo, a dita Ação Penal 470, vulgo, Mensalão. Parafraseando o Ministro Ricardo Lewandowski (citando erroneamente um trecho literário), "não irei além das sandálias", o que deveria ser muito bem feito por esse senhor, Wanderley, intelectual a serviço do Grande Partido! De exceção, realmente, só temos a inteligência no que vem sido afirmado sobre os trabalhos do Supremo. Aliás, a falta de inteligência tem feito os "Burgueses do Capital Alheio" se agarrarem a quaisquer indivíduos laureados por títulos que estejam dispostos a queimar a pena em nome do projeto de poder deles. Luis Nassif ousou até afirmar que a última leitura de Lewandowski "Foi, até agora, o lance mais profundo e mais fino dessa belíssima partida de xadrez disputada entre Joaquim Barbosa (o Batman do Facebook), de um lado, e Ricardo Lewandowski, do outro". Outro ministro, além de Barbosa, Luiz Fux, já fez picadinho do voto de Lewandowski em outra ocasião.

O fato é que os "Burgueses do Capital Alheio", os políticos mal acostumados com a impunidade e os ambiciosos por uma democracia ditatorial, onde só o ponto de vista deles é o correto e o resto seja satanizado, ainda se apegam ao tal do crime de Caixa 2! Meu Deus... ainda que todo o dinheiro desviado fosse utilizado para doação ao Criança Esperança, seria o uso indevido do dinheiro que todos nós lhes emprestamos para que se fizesse o uso necessário e em acordo com os ditames da lei! O segundo aspecto dessa geleia intelectual remete a acusação de que existe uma elite sombria que espreita e manipula a sociedade. Estranho esta teologia da esquerda porque ainda não identifiquei a qual elite eles se referem. Seriam as grandes empresas doadoras de vultuosas somas para suas campanhas? Seriam "azelites" brancas babadas no discurso de Lula? Ou seriam eles, agora transmutados em burgueses, mas, ainda arrotando Marx!

Nunca houve ou haverá um domínio externo... Nunca existirá um inimigo oculto... Sempre fomos nossos piores algozes! Somos nós que empregamos sempre todos os nossos esforços para atacar, desqualificar, desconstruir, ofender, humilhar e magoar todos que se opõem aos nossos ídolos e heróis. Os verdadeiros responsáveis pelo "samba do crioulo doido" que é nossa política, somos nós. Desde os mais remotos tempos em que se tomou conhecimento da exploração do homem pelo homem, existiram os "Capitães do Mato", carrascos de sua própria classe. Nós é que nos imolamos e nos sacrificamos para que eles justifiquem suas ações como se apenas o bem comum (não o deles), fosse o objetivo principal. Nunca um assassino se achará culpado, tampouco um político corrupto.

Entregamos a outros o direito de decidir por nós e quando questionamos os resultados desastrosos dessas decisões não o fazemos a eles. Curiosamente nos atacamos e floreamos nossos ataques travestidos de pura intelectualização, porém o que fazemos é sabotar nosso próprio desenvolvimento. Somos nós que deveríamos estar naquele julgamento...

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.