sexta-feira, 22 de março de 2013

Pô Birigui Versus Folha da Região

Pô Birigui Versus Folha da Região - Um Asno
No dia 26 de julho de 2012, publiquei um pedido de desculpas ao Jornal Folha da Região de Araçatuba, ao qual jurei não voltar a fazer menção de suas matérias e nem uso de suas imagens em meu blog (texto aqui). Fiz mais do que cumprir minha palavra! Deixei de ler o referido jornal e passei a ler o jornal O Liberal da mesma cidade e as referências que a fã page do Pô Birigui destacava aos seus seguidores. Na ocasião não quis esticar a conversa com o, então, Editor Executivo de Internet, José Marcos Taveira, porque ele tinha razão! O jornal está apenas reivindicando um direito pelo qual é assistido. Embora eu não tire a razão do jornal porque há legislação específica quanto a isso e é muito clara, acho exagerada essa postura que alguns veículos de informação teimam em recorrer, justamente por causa do momento em que vivemos de "consumo" excessivo de informações diversas através da rede.

Lógico que os argumentos lidos acima na imagem refletem a realidade de quem vive da informação, mas espia um pouco... Quantas vezes leitores (inclusive eu, que havia prometido não ler mais!), foram estimulados a adquirir a versão impressa do jornal apenas para conferir e até arquivar uma edição porque determinada chamada em destaque no Pô Birigui despertou o seu interesse? Blogs e fã pages não roubam nada e não usufruem do trabalho alheio. Acabam, isso sim, funcionando como mecanismos de divulgação muito eficientes e que confirmariam a qualidade e confiabilidade do veículo "plagiado", se assim preferirem.

Não sei realmente quanto a Folha da Região recebe por cada notícia sua que é lida na íntegra em alguns programas de rádio e até TV local de nossa cidade, sem a menor menção da fonte. Sei menos ainda o que fará o jornal quanto a outros sites locais que vivem da comunicação e reproduzem suas matérias e fotos sem o menor sacrifício de ao menos reescrever ou comentar a matéria. É prática constante de ditos jornalistas e comunicadores de Birigui, e não é de hoje, mas foi ao maior marqueteiro gratuito do jornal que exigiram que removesse os destaques. Na minha opinião, um tiro no pé! O Pô Birigui tem, pelo menos, 1.390 seguidores fiéis e diários. Muitos que já são leitores da Folha e alguns que acabam sendo impelidos a comprar o jornal para ver o restante de uma determinada matéria. O mesmo ocorreu comigo que, além dos leitores locais, tenho mais de 500 acessos alheios a nossa região por dia. Seria uma maneira de informar ao público de outras cidades, estados e até países que o melhor jornal da região seria a Folha por causa de minhas referências quando o citava.

É claro que nem eu, nem o Pô Birigui causaremos nenhum dano ao jornal de maior circulação regional (olha o marketing!), nem tampouco ganharíamos algo por fazer propaganda gratuita de sua qualidade. As coisas continuarão como são. Outros veículos continuarão utilizando o conteúdo da Folha e nós deixaremos de "trabalhar de graça" para o jornal, pulverizando suas matérias e estimulando leitores a acessarem o site daquela empresa. Lembro ainda que o Pagerank da Folha (que é igual a 4) é mantido justamente por causa do volume de acessos que o site tem quando alguém consulta um de seus links.

Para o meu amigo Fabiano Amadeu, criador do Pô Birigui, apenas um conselho solidário: submetemo-nos porque a exigência é legítima e amparada pela Lei dos Direitos Autorais e utilizemos essa limitação como uma boa oportunidade para criar novas formas de interação com nossos leitores. Abraços cordiais!



13 comentários:

  1. Mas pelo que eu entendi, eles querem que compartilha o link, só isso, ao invés de copiar e colar a matéria na integra, não é motivo para tanta polêmica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na realidade, pode consultar os artigos que escrevi até julho do ano passado citando o jornal. Todos continham o link para consultar a fonte. No caso do Pô Birigui, não me lembro de nenhum caso onde tenham esquecido de colocar o link também. Obrigado por sua participação.

      Excluir
    2. Estou com colega acima. No caso mencionado é dito copia e cola, pelo próprio site Pô Birigui, incluindo imagens. Felizmente, eles estão correto e tão atitude deve ser estimulada à todos. Ignorar o jornal e suas matérias estariam na contra mão daquilo dos ideais que imagino que vocês pregam. Aproveito a oportunidade para parabenizar os três meios de comunicação (Um Asno, Pô Birigui e a Folha da Região). Graças as informações que vocês postam, formo minha opinião sobre os acontecimentos de nossa cidade e região.

      Abraços.

      Excluir
  2. Parece que não querem entender. A Folha da Região gostaria que o link/fonte fosse divulgado sim, mas que a matéria não fosse copiada e colada na íntegra. Basta colocar um resumo ou somente o título da matéria, seguida de um link para a mesma. Mais rápido e sem polêmicas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa! Ninguém está polemizando nada! Já atendemos a sagrada exigência do tal jornal! Além do mais, a exigência com este blog foi com as imagens do jornal. Os textos sempre foram resumos seguidos de meus comentários ou análise pessoal. Quanto ao Pô Birigui eram apenas chamadas do próprio site do jornal, não a integra das matérias, pois o site nunca disponibilizou artigos inteiros, salvo algumas exceções que eram enviadas pelos leitores do jornal!

      Excluir
  3. Sem plágios é justo! Mérito a quem dá a notícia e ponto. Bom para todos sem entraves de informações e ricos em conhecimento.

    ResponderExcluir
  4. Para uma pessoa que faz um Post do seu Facebook dizendo que vai parar de ser ``Cristão`` pq o novo PAPA é Argentino, poh!!!!! já dizia o narrador Milton Leite ''Que faseeeee''.

    ResponderExcluir
  5. É bom o nosso amigo do PÔ Birigui aprender escrever e deixar de se utilizar de matérias que outros escreveram. Se bem que escrever é para poucos. É muito facil ficar aguardando o trabalho de outra pessoa que foi a campo, que escreveu e coloca até a profissão em risco como já conteceu "caso Godoy" em Birigui de jornalista receber ameaças de pessoas que não gostaram de ter o nome envolvido em textos. No seu caso caro senhor do blog percebi que se coloca como "escritor" pronto tá ai o exemplo. Que escrevam também quem deseja se comunicador.

    ResponderExcluir
  6. Provado, o PÔ Birigui que tem sim uma importância no cenário de debates e assuntos pertinentes ao nosso município vivia mesmo à custa da Folha da Região, pois é flagrante o número de pessoas que deixaram de ver o PÔ e agora vão direto à fonte. Tem que escrever e tem que aproveitar o que é bom, mas só postar o que outros escreveram é muito fácil, é mais fácil que empurrar cadeira de rodas na descida. Vamos valorizar quem escreve e deixar de prestigiar ou pelo menos cobrar quem não escreve para que aprenda ou coloque quem saiba para tão nobre missão. Em folha X PÔ Birigui, mesmo não sendo simpatizante da folha acredito que o herdeiro da empresa jornalística deu uma lição de moral no jovem audacioso e pretenso comunicador de massas que apenas postava e deixava o povo se ofender e perder amizade uns com os outros. Mas tem potencial para se revitalizar e torço por ele.

    ResponderExcluir
  7. Kkkkkk Asno e Po Birigui se fazendo de vitima. Outro falando de Papa sem ter nada a ver com o assunto Qto desculpa esfarrapada é so respeitar o trabalho do jornal e pronto. Ou nao tem capacidade pra manter blog e Facebook sem copiar dos outros ? tem dó.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô sequelado! Não tem nenhuma vítima aqui! Trata-se de opinião, você tem uma sua pra dar?

      Excluir
  8. Acabrei de dar minha opiniao vc se faz de vitima apenas para copiar o jornal e defende um menino que faz a mesma coisas.nao é certo defender o errado achando que seus leitores vao ficar com pena de vc ou dele. A verdade é esta nao adianta ficar nervosinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É pra rir mesmo... O primeiro absurdo é que você não sabe ler direito, por isso não sabe dar uma opinião decente. Nunca copiei um só texto do tal jornal, fiz comentários sobre publicações (resumidas, conforme a lei de Direitos Autorais autoriza) e isso você pode conferir nos artigos que fizeram referências aquela empresa. Não houve defesa alguma, é só prestar atenção ao que está escrito. Quanto ao nervozinho, mané, foi você quem puxou em tom de ofensa, aguenta... E se quer ser tratado com mais respeito, respeite as regras e pare de usar o anonimato, pois isso a lei não permite. Quer falar dos outros, siga você, primeiro, as regras!

      Excluir

1 — Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me responsabilizo pelo conteúdo dos comentários dos leitores, no entanto, não vou admitir conteúdos ofensivos e que transgridam as leis vigentes no país.
c) Também não serão permitidos comentários que façam apologia à violência, a discriminação e ao uso de drogas, etc. Além da divulgação de spams.
d) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Avisos:
1 – Blog não é chat. Respeitadas as regras, é livre o debate dos assuntos aqui postados. Pede-se, apenas, que o espaço dos comentários não sirva para bate-papo sobre assuntos de caráter pessoal ou estranhos ao blog;
2 – Ao postarem suas mensagens, os comentaristas autorizam o editor do Blog “Um Asno” a reproduzi-los em qualquer outro meio de comunicação, dando os créditos devidos ao autor;
3 – A tentativa de clonar nomes e apelidos de outros usuários para emitir opiniões em nome de terceiros configura crime de falsidade ideológica.

 
Copyright © 2013 BLOG DO ASNO - Traduzido Por: Um Asno
Design by Um Asno | ASR
Web Analytics