Rádio Na Pior

Últimos Artigos
recent

Minhas desculpas a Corporação Musical Maestro Antônio Passarelli de Birigui

Corporação Musical Maestro Antônio Passarelli - Um Asno
Muito bem... Acho justo que eu deva uma retratação pública para a Coporação Musical Maestro Antônio Passarelli de Birigui. Primeiro porque escrevi no dia 03 de agosto (aqui) o seguinte: "Nada contra a excelência que cada um tem sobre suas virtudes como músicos, etc. Por exemplo, reconheço a qualidade e a virtude dos músicos que compõem nossa banda marcial. São músicos excelentes, não há dúvidas! Mas, tive o desgosto de levar minha filha menor para assisti-los apenas por duas vezes! Por que? Por que a qualidade é ótima, mas o repertório é de doer! Ainda tocam He-Mam!!!". Segundo porque ao publicar uma das fotos que tirei dos músicos fiz um infeliz comentário: "Nossa Banda Marcial e a execução da insuportável 'He-Mam'". Isso fez com que ao menos um dos músicos me devolvessem uma justa resposta, que também acho justo publicar na sequência:
Banda marcial??? Por acaso estamos marchando? Você saberia definir o que é uma banda? marcial? orquestra de sopros? O He-man é insuportável? Já se perguntou a razão de há 24 anos ele ser tocado todos os domingos? Ainda bem que a população desta cidade vê como símbolo nostálgico de sua infância essa peça e hoje, passa essa música de pai pra filho (crianças que nunca assistiram ao desenho - de três, quatro anos - cantam toda a música) e mesmo que para o Sr. ela seja insuportável, para no mínimo 99% da cidade de Birigui que brinca, ri e pede para tocarmos essa música todos os dias, em qualquer lugar que estivermos, esta música será sempre mais que um simples comentário "insuportável" proferido sem carga cognitiva quanto a qualquer assunto.
Na hora que li seu comentário me dei conta do tamanho de minha mancada e mais do que depressa tentei responder ao músico até como forma de preservar minha opinião, mesmo que ela tenha sido expressa de uma maneira extremamente grosseira e insensata. Acontece que o estrago já havia sido provocado. Sinceramente, conheço o trabalho de alguns músicos da Corporação e lamento profundamente não poder levar minhas filhas para ver tudo o que são capazes de realizar. Continuo achando a música "He-man", que alguns tratam como um hino da Corporação, insuportável. É a minha opinião e não estimulo a ninguém para que compartilhe da mesma! Meu comentário, infeliz, não foi um ataque a habilidade dos músicos, mas uma forma de demonstrar que eu sou um dos pais que tem filhas para levar a praça para verem músicos excelentes e nenhum de nós (ao menos eu e minhas filhas), gostamos da peça.

A minha intenção não era a maldade, mas informar que sou uma das pessoas que querem ver os músicos que eu respeito, executando peças que sei que são capazes. Minha crítica partiu de uma ignorância, eu reconheço. Para mim os músicos eram, de alguma forma, limitados, seja por um repertório, ou simplesmente por um provincianismo de nossa região. Nunca me passou pela cabeça que o desenho do He-man realmente fosse a principal inspiração para a Corporação! Lógico, de maneira nenhuma me sinto orgulhoso ao saber que na conta dos músicos, 99% da população biriguiense pede para que seja executada a referida peça. Se isto ocorre dessa forma, deve ser por igual razão que nossas estações de rádio locais só tocam sucessos de novelas! Mas, está certo! Essa é apenas a minha opinião! De maneira nenhuma eu teria o direito de criticar a Corporação Musical apenas por causa dessa peça, já que é a única que me incomoda (infelizmente, continua incomodando). Da mesma forma não seria justo que julgassem minhas ideias por causa de um ou outro artigo do qual discordam. Essa foi a medida injusta que impus aos músicos e é justo que respondam na mesma altura. Lamento mesmo que minha opinião tenha ofendido aos músicos, mas reitero que não deveria ser o caso, pois não questiono a habilidade deles.

Nunca tive a intenção de estimular ninguém a odiar a música do desenho He-man. EU A DETESTO, e é só! Sei que não sou o único, mas respeito os que gostam. Provavelmente, não falo em nome de 1% dos pais que poderiam levar seus filhos ainda mais vezes para assistir as apresentações dos músicos porque não tenho nenhuma estatística que me apoie, mas ao menos um grupo bem representativo (que é de meu conhecimento) compartilha da mesma visão, reconhecendo, é claro, e ainda reafirmando a qualidade excepcional dos artistas. Sei que minhas desculpas não acalmarão a ira de alguns, mas mesmo assim, gostaria de ouvir a Corporação tocando peças que façam justiça aos seus músicos. Neste caso, quero me desculpar publicamente com toda a Corporação Musical Maestro Antônio Passarelli, ressaltando toda sua história em nossa cidade, quanto ao meu infeliz comentário sobre a execução da peça intitulada "He-man" e pelo emprego incorreto do título da Corporação como "Banda Marcial". Reconheço que foi um comentário insensato e maldoso que não faz justiça a existência desse patrimônio de nossa cidade.

Não é para me redimir, mas compartilho abaixo a execução da peça como ela é tocada pela nossa Corporação. Os que gostam, podem curtir mais uma vez:


Em tempo... Eu os medi com uma régua inexata e baseada no meu próprio preconceito contra a peça He-man, mas a própria imagem lhes faz justiça com a habilidade que demonstram, mesmo executando uma peça que eu detesto. Entenderei se não me desculparem.

Um comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.