Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

Pronto Socorro de Birigui terá verba de mais de 3 milhões

Santa Casa de Misericórdia de Birigui - Um Asno
Os hipócritas dirão mais uma vez que aproveito uma notícia para alfinetar certo deputado local, mas... Como diria Figueiredo no auge de sua produção poética: "Estou como o cavalo em desfile de 7 de setembro; cagando, andando e sendo aplaudido!" Chamo de hipócritas porque quando é com eles não há problema algum em se alfinetar desafetos e adversários, mas quando é comigo, que nada tenho a ver com o circo político da cidade... O baguio é loco, véi! Já li quando escreveram que o ex-prefeito Wilson Carlos Borini, ao deixar a prefeitura, largava uma herança de R$ 28 milhões de dívidas a nossa Santa Casa de Misericórdia, como se tivesse sido ele o causador dessa cruel situação em que se encontra aquela nobre instituição que já me livrou a cara diversas vezes. Já fui costurado, emendado e até engessado naquela casa, então já me considero parte do imóvel!

Longe desse irritante escriba defender esse ou aquele prefeito que tenha administrado birigui enquanto a Santa Casa (e tudo que se relaciona a saúde nesta cidade), entrava em coma! Não pretendo pleitear nenhum cargo público ou político mesmo. Ainda me resta bastante disposição para trabalhar de maneira mais produtiva para a minha cidade! Mas...Porque agredir só os desafetos? Se eu me lembro bem, a manobra para propor intervenção na Santa Casa começou ainda na administração de Pedro Marin Berbel (1989 a 1992), durou dois anos de 1989 a 1991 e era defendida com muito entusiasmo pelo seu vice àquela época: Roque Barbiere! Novamente ela sofreu intervenção durante a gestão de Florival Cervelati em 1993 e de lá para cá vem sofrendo prorrogações.

Com a intervenção a responsabilidade pelas contas da instituição ficou nas costas do município apenas, o que já é o suficiente para constatarmos que suas contas jamais seriam equilibradas por mais que subvenções e doações fossem direcionadas a ela. Antes da primeira intervenção a dívida era de US$ 171,1 mil, receita de US$ 100,5 mil e estoque de US$ 69,7 mil. É só consultar o dólar da época... Na véspera da segunda intervenção a dívida era de US$ 201,7 mil, receita de US$ 134,5 mil e estoque US$ 29,9 mil. Ora bolas! Na época do prefeito José Roberto dos Santos a dívida estava em US$ 4,4 milhões. Em 2005 a dívida já somava 15 milhões de reais! Matemática de padeiro: se não entra dinheiro para a Santa Casa oriundo de verbas federais e estaduais em virtude de sua intervenção, como é que se ameniza a dívida?

E nem adianta neguinho que defende este ou aquele partido vir rosnar porque todos passaram por lá. Nos últimos 10 anos, por exemplo, os interventores foram todos ligados ao governo federal através do seu partido, o PT. Quando a primeira intervenção ocorreu a Irmandade que administrava a Santa Casa já não estava mais no comando. A intervenção foi organizada por Roque Barbiere por conta da dívida e porque os funcionários viviam falando em paralisação por não receberem seus salários. Algumas gestões anteriores queriam devolver a Santa Casa a Irmandade que a administrava anteriormente, mas é óbvio que isso não seria aceito se a prefeitura não solucionasse os problemas antes. De lá pra cá, até leilão já aconteceu!

Nesta semana nosso atual prefeito Pedro Bernabé anunciou em rádio local que o Governador Geraldo Alckmin liberou aproximadamente R$ 3,5 milhões para a construção do novo Pronto Socorro Municipal. Somado a essa novidade também anunciou a liberação de outra obra muito requisitada pela população biriguiense: o Poupa Tempo. O que eu achei mais interessante foi a menção da participação do Deputado Estadual Pedro Tobias (PSDB) como a pessoa que mais influenciou para que isso de fato viesse a ocorrer em Birigui. Sim, já mencionei o deputado neste blog (aqui) porque concordei com ele acerca de um comentário infeliz de Zé Dirceu. Não me causou surpresa que Pedro Tobias tenha intercedido por Birigui junto ao governador. Ele é médico, leva muito a sério os assuntos relativos a saúde e reconhece um projeto que merece sua atenção. O que frustra é saber que algo tão relevante para nossa cidade não atraiu a atenção dos nossos representantes locais. Pior! Nesse caso não há tráfico de emendas! (Será que é por isso?).

Quem prefere acreditar que há uma "luvinha" por trás do apoio é porque não conhece o pensamento de Pedro Tobias com relação as preserpadas que muitos deputados estão (mal) acostumados a realizar em "benefício" dos eleitores. Ora... Duvidar de Tobias seria o mesmo que duvidar de Bernabé e ele está mais interessado em realizar uma gestão limpa para justapor contra o que lhe foi imputado no processo que ainda responde por (ainda) suposta compra de votos. Há que se mencionar que houve também uma mãozinha de certo empresário preterido nas últimas eleições e que tem muita proximidade com o referido deputado. Sendo assim, permanecemos na mesma no que diz respeito a Santa Casa, mas ao menos teremos um Pronto Socorro decente.

Agora podem xingar!

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.