Rádio Na Pior

Últimos Artigos
recent

Eu Amo o PT - A desconstrução de um discurso!

Discurso do PT - Um Asno
Advirto: O texto é grande, mas o volume de mentiras em debate também! Ultimamente tenho recebido diversos e-mails e propagandas políticas, até como forma de provocação. O que eu lamento é o desperdício de tempo de quem pensa que me provoca agindo assim. Não tenho apreço por partido algum e já deixei isso bem claro nas minhas postagens. Já declarei que não votarei em Dilma Rousseff e, tampouco, em Aécio Neves. E, ainda, para desapontamento geral, de maneira nenhuma eu votaria em Marina Silva. Em Dilma e Aécio já escrevi por que não votaria em nenhum dos dois, mas em Marina não voto justamente por sua biografia. Não! Não estou contradizendo seu discurso de boa moça ou sobre sua origem e sua conduta honesta e intocável. Falo de sua passagem pelo Ministério do Meio Ambiente, pelo PT, pelo PV e outras questões relativas ao seu programa de governo. Aliás! Em matéria de programa de governo a coisa está ruim bragarai em todos os candidatos! Em tempo! Nem por macumba eu votaria em Luciana Genro!

Dilma reeditou seu velho programa de 2010 e daí eu me pergunto: se não fez nada daquilo em quatro anos por que eu lhe emprestaria mais quatro pra continuar não fazendo? Aécio aposta no bom-mocismo e na reconquista do nervoso mercado financeiro e dos empresários céticos com os rumos da atual política econômica. Esquece! Seu discurso rebuscado demais está muito longe de alcançar a compreensão da absoluta maioria dos eleitores. Sabe de nada inocente! Já o de Marina não diz porra nenhuma e ainda flerta com algumas ideias perigosas das quais já me posicionei contrário quando a tropa petista decidiu impô-las à força para o resto do país, inclusive com iniciativas como a do Plebiscito Constituinte que eu disse que acabariam encontrando um modo de fazer na marra (e fizeram!). A CUT (Central Única dos Trabalhadores - quanta pretensão!) anunciou com alegria o resultado de sua mobilização junto a mais 450 associações espalhadas pelo território nacional. É importante ressaltar que nenhuma dessas associações, ONGs, sindicatos e sei lá mais o que, está desvinculada de partidos como PT, PCdoB, PSTU, PSOL, PCO e outros vermelhinhos menos expressivos no cenário eleitoral, mas muito fortes nesse negócio de viver às custas dos verdadeiros trabalhadores.

Entre os dias 1º e 7 de setembro, foram coletados 7.754.436 votos em todo o país, onde 97,5% disseram sim à Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político, segundo o site do Paulo Henrique Amorin! Claro que a maioria que assinou estava convicta de que assinava outro tipo de proposta! Sei disso por que fui convidado a assinar também e a pessoa que me enviou o convite imaginava outra coisa que não essa tentativa de impor à sociedade coisas que só esse pessoal quer. Lógico que todo mundo quer a Reforma Política e acabar com a corrupção! Acontece que eu também sou favorável à reforma, mas não a proposta por esses esbirros que querem a vida do indivíduo subordinada e invadida pelo estado! É tentativa de golpe em cima de tentativa! Já lotearam o país por conta de uma filosofia esdrúxula de ocupação de espaços, agora querem tornar essa ocupação sua garantia de estarem sempre no poder. Não sou contra a participação popular que tanto pregam meus amigos vermelhos. Sou contra qualquer participação da massa quando esta vem orquestrada e conduzida por quaisquer que sejam os partidos e suas lideranças com loucuras próprias! Quero ser penalizado pelos meus erros e jamais pelos de pessoas alheias a meus tombos e minhas cachaças!

Bom... Me enviaram uma graça de e-mail com o título: "EU AMO O PT. Eis os motivos pelos quais eu amo o PT". Em seguida vem uma lista de razões que, supostamente, deveriam me forçar a uma reflexão quanto ao suposto desempenho maravilhoso que o Partido dos Trabalhadores teria proporcionado ao meu Brasil enfermo. Já disse que não tenho particular aversão apenas pelo PT e, sim, com qualquer tipo de pensamento fracionado convertido em legenda. No meu "modo de vista" (como diria o Bambam), isto é formação intelectual de quadrilha! Se tenho mais críticas ao Partido dos Trabalhadores é por que eles estão no poder! E não é pouco tempo: 12 anos!! Pois bem! Vou transcrever o e-mail na íntegra e comentar trecho por trecho para deixar bem claro (mais!!) quanto ao porquê de desprezar de forma veemente o discurso famigerado do PT. para desconstruir o discurso do partidão, recorro as fontes do próprio governo, como IBGE, DIEESE, Agência Brasil, BNDES... Não acreditam? Se virem e pesquisem as fontes, tal como eu fiz! Não tenho obrigação de pesquisar nada por ninguém! Segue a pérola:

"Eu amo o PT porque em 10 anos de governo o desemprego atingiu o menor taxa histórica, em 4,6%. Quando o PT entrou no poder, o desemprego era de 13%. Em 10 anos houve um aumento de 65% do emprego no Brasil, segundo o IBGE. Trata-se de uma das menores taxas de desemprego do mundo. Amo o PT pela sua justiça social".
Táaa! O gozado é que quando esse "milagre" ocorreu nem o governo anterior e nem o atual governo nada tinham produzido de efetivo para que o aumento de oferta de emprego surgisse no país. O nome correto para esse fenômeno é... China!! Nem foi por causa do governo do PSDB e muito menos devido as políticas populistas do PT. Graças a China os Fatores de Troca brasileiros subiram muito e isso promoveu uma aceleração muito positiva, mas, que fatalmente iria declinar em um momento ou outro, como está acontecendo atualmente. Nenhum governo se antecipou preparando-se para isso, o que demonstra uma tremenda de uma irresponsabilidade e falta total de estratégia de longo prazo. Acreditaram realmente que os ventos sempre soprariam a nosso favor. Mas, pode ficar ainda pior se analisarmos com mais vigor essa falácia!

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) situou a atual taxa de desemprego no Brasil em apenas 5,3% em outubro de 2012 e mais recentemente perto de 5% em outubro de 2013. Ora, por que então os europeus não vêm correndo para cá? Vixi! Se for assim só estamos pior do que a Suíça (3,1%) e Áustria (4,9%). Mas... Espia só! Existe também o índice do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE) que situa o desemprego no Brasil em 10,5%. Quem estaria informando o número correto? Nem um e nem o outro! O número é muito pior! Primeira cagada é a metodologia aplicada pelo IBGE. É um esculacho só! Até aqueles vendedores de bala nos cruzamentos e dentro dos ônibus são considerados empregados! E ainda existem os tais trabalhadores não remunerados! Definição curiosa, já que esses são considerados empregados, mas sem remuneração!!

Fica melhor, segundo essa metodologia! Se um indivíduo desiste de procurar emprego, ele não é considerado desempregado, mas “desalentado”, e isso significa que não entra no cálculo do índice. E é aqui que entra uma parte dos beneficiados pelo Programa Bolsa Família (PBF) que estão desempregados e decidiram viver do benefício, intitulados como “Pessoas Não Economicamente Ativas”. Nesse caso não entram no índice, mas se estiverem empregados, sim! Quer mais? Para o IBGE se o indivíduo está recebendo o Seguro Desemprego, não está desempregado, só “desalentado”, mesmo que não esteja empregado. É pouco ainda? A situação piora! Quem faz "bico" e recebe menos de um salário mínimo é considerado “empregado”. Tem muito mais coisinhas absurdas para refutar o discurso mentiroso de "Brasil Maravilha", mas o melhor argumento é o seguinte: Não houve aumento substancial do número de postos de trabalho! Não existe índice mais discutível do que esse que o governo utiliza para glorificar seus feitos inexistentes! E, para finalizar, observem a enorme distorção no discurso: cerca de 15 milhões de pessoas recebem o famigerado salário-desemprego atualmente e vão custar, em 2014, perto de R$ 30 bilhões! Mas... Eles não entram no cálculo do IBGE, lembram?

"Eu amo o PT porque em 10 anos de governo o salário mínimo atingiu seu maior poder de compra desde 1979. O salário mínimo que antes valia 70 dólares, hoje em dia vale mais de 300 dólares. O poder de compra do salário mínimo aumenta a cada ano. Porque não amar esse partido dos trabalhadores?"
Isso que é conversa fiada!! Verdade! Durante o governo Lula houve, sim, um aumento real do salário mínimo favorecido, (agora sim), por políticas anteriores ao seu governo e, de novo, graças ao efeito China! Vamos por partes... Para não esticar muito a conversa, vamos ficar só entre os anos de 1994 (era PSDB que o PT critica bragarai) e 2010 (período de ouro, segundo o PT). Sem defender a equipe econômica de FHC que fez o que o PT era contra na época, a estabilização da moeda, mas dando o crédito a quem é de direito, foi justamente aquelas ações que permitiram que o governo de Lula ultrapassasse seu adversário quanto ao poder de aquisição da cesta básica do brasileiro. Lula dobrou esse poder até 2010. Mérito dele? O cacete! Vamos lá... Quando Fernando Henrique Cardoso entregou o seu governo, em 2002, o salário era de R$ 303,10. Ao término do segundo mandato de Lula, o salário era de R$ 510,00, ou seja, 50% maior do que o deixado pela gestão tucana. Como diria o Otário Annonimous: Óooo, que legaaal!! Fica melhor!

Veio a Dilma e de lá para cá trouxe o salário para R$ 722,00 e o discurso emenda que o poder de compra do brasileiro saltou espetacularmente com o atual governo. Mas... Espia só! A fórmula para verificar o ganho real do salário mínimo é simples: análise do reajuste subtraído da inflação do período. Se analisarmos corretamente, segundo essa fórmula, o governo Lula foi o governo que proporcionou o maior aumento real ao salário mínimo dos trabalhadores (98,32%), reitero, graças ao fenômeno China e às políticas implementadas anteriormente. O governo FHC, em 8 anos, proporcionou 85,04% de aumento real ao salário mínimo, ou seja, um pouco menos que seu sucessor. Embora o valor do salário do governo tucano fosse bem abaixo do que o promovido pelo petista, o ganho real estava muito próximo e ainda temos de levar em conta que houveram também crises mundiais naquele período. A porca torce o rabo é na gestão de Dilma!

O ganho real do salário mínimo dos trabalhadores no atual governo foi de 15,94%. Traduzindo: nenhuma política efetiva de valoração do salário mínimo foi implementada e as velas deixaram de ser empurradas pelos ventos chineses. Ferro!.Houve, sim, desaceleração do ganho real do salário durante a gestão tucana e durante a gestão Lula o negócio voou mais suave, mais uma vez, favorecido pelos ventos chineses. De 1994 até agora o salário mínimo avançou 934,29% em números absolutos, mas a inflação no período foi de 399,81%. Em termos reais, o salário mínimo avançou, no período, 534,48%. Bem longe da promessa mentirosa de qualquer partido que tenha estado no poder e mais longe ainda dos maníacos que prometem um valor ainda mais impossível de se alcançar nos próximos trinta anos... Se insistirem nas merdas que estão fazendo, esse número aumenta e muito!

Sim! Houve aumento no poder de compra do brasileiro! Mas isso tem suas raízes há 20 anos e não há 12 como querem os petistas. E antes de sair arrotando fumaça ilusória por ai, precisam refrescar a memória e não desconsiderar que nesse país ainda existem 25 milhões de pessoas que ganham menos de um salário! Além do mais, não entra na conta de governo nenhum dos outros custos que quebram o valor real do salário mínimo, como por exemplo, os péssimos serviços públicos que, vez por outra, nos obrigam a gastar parte do dinheiro que recebemos com coisas que, tecnicamente, já estariam pagas para que o governo administrasse por nós. Preciso recordar? Educação, saúde, segurança... lembra algo? Como poderíamos, então, medir de verdade os ganhos que são exageradamente explorados pelos políticos em suas promessas? Verificando em quanto nossa liberdade financeira tem crescido efetivamente. Se o crescimento foi pequeno, pequena também é a gestão dos "milagreiros" de palanque.

Eu amo o PT porque em 10 anos de governo eles construíram 18 novas universidades federais, como a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) em Mossoró (RN), Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) Cruz das Almas (BA) e a Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) Petrolina (PE). Isso implica nos pobres terem mais acesso ao ensino superior gratuito de qualidade. Isso é governar para a maioria do povo brasileiro!
Essa é a parte que eu mais gosto! Até tive o disparate de pesquisar cada uma das universidades listadas pelos dois governos!  Problema é que da maneira como falam até parece que foi esse governo que planejou, criou e construiu todas estas maravilhosas unidades. Aliás! Os nossos governantes atuais são magos para transformar números que representam um valor X em outros com valor X elevado a potência de 10!! Matemática convertida em ciência da ilusão! Realmente, a Universidade Federal do ABC (UFABC) foi criada durante o governo petista, mas é preciso levar em consideração que faltou um pouco de honestidade para se referir as demais. Faltou pouco o garaio! Foi muita cara de pau mesmo!

Espia!! Peguei alguns exemplos para ilustrar: Universidade Federal de Ciências da Saúde de PA (FUFCSPA) era uma faculdade que foi transformada em Universidade mediante uma lei, porém a dita cuja já existia desde que foi criada por meio da Lei no 6.891, de 11 de dezembro de 1980. Teta, némesm? e a Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL) de Minas Gerais? Originalmente alcunhada de Escola de Farmácia e Odontologia de Alfenas - EFOA, fundada no dia 03 de abril de 1914. Magia pura! Um governo que nem existia já havia criado esta instituição, pelo que dá a entender! - Lula nem tinha nascido e já criou uma faculdade. Prossigamos! Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM), anteriormente denominada Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro - FMTM, fundada em 1953; Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, na ativa desde 1953; Fundação da Faculdade de Odontologia de Diamantina (30/09/1953); Universidade Tecnológica Federal do Paraná, fundada em 1909; Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), inaugurada em 20 de dezembro de 1970; Universidade Federal do Cariri, desmembramento da Universidade Federal do Ceará - UFC, criada pela Lei no 2.373, em 16 de dezembro de 1954. Elevar o status de instituições é uma coisa boa, sobretudo, se os investimentos melhorarem a estrutura e fornecerem uma capacitação mais adequada... Mas, nesse caso é gozar com o pau dos outros!

Eu amo o PT porque em 10 anos de governo eles criaram o Prouni que já ofereceu 1 milhão e 200 mil bolsas para estudantes pobres, sendo 69% dessas bolsas são integrais. Agora eu tenho que ficar dividindo a minha faculdade privada com esse pessoal de baixa renda, com o filho da empregada doméstica. Esse é o governo para todos!
Essa também é muito legal por que dá para termos uma ideia real do que é filadaputice de discurso pilantra comparada a crua realidade dos fatos! Até hoje o programa enfrenta problemas por que a ideia é muito boa, mas a gestão é uma merda! Não conseguem fazer com que os alunos que ingressam nas universidades permaneçam no curso até o final e a maior causa está na porca formação anterior desses estudantes. Já se falou até em reduzir as exigências qualitativas dos cursos para não desestimular os estudantes, ou seja, piorar ainda mais nosso patrimônio intelectual por que não sabem como formar melhor os alunos do ensino médio. Sem falar que fiscaliza-se quase nada quanto a qualidade dos cursos ofertados e quanto ao perfil dos candidatos. Ainda... Quem mais precisa de programas como este são os que menos são assistidos! Quem tem péssima formação inicial (por causa da ausência do estado) não consegue ser beneficiado. Sem mencionar que logo teremos um país com milhões de licenciados e pouquíssimos especialistas!

Eu amo o PT porque em 10 anos de governo eles criaram 214 escolas técnicas, enquanto que em toda a história do Brasil foram criadas 140 escolas técnicas. Bom mesmo era no governo anterior ao do PT que não criou nenhuma escola técnica e ainda foi votada uma lei que impedia o surgimento de novas escolas técnicas. E esse partido triplicou os investimentos em educação nesses 10 anos, além de aprovar 75% do fundo social do pré-sal para a educação. O PT pensa em um grande país!
Já dei minha crítica pessoal a esse negócio de aumentar o valor destinado a educação: sou contra! O Brasil já é um país que destina muito do seu PIB para a educação, mas acontece que gerencia mal esses recursos, desvia para objetivos clandestinos e ainda maquia os números para favorecimento em período eleitoral. Quanto ao número e estrutura das escolas técnicas, sou um dos que avaliaram pessoalmente a situação: são boas! mas, ainda pleiteio que meu país necessita mais de engenheiros, químicos, cientistas, matemáticos, físicos, etc, do que de mão de obra adestrada para suprir apenas a demanda produtiva. Precisamos criar e comercializar tecnologia e deixar de caminhar à sombra de outras nações.

Eu amo o PT porque em 10 anos de governo eles baixaram a conta de luz de todos os brasileiros, em 18% para residências e até 32% para indústrias. Graças a esse absurdo, hoje o Brasil possui a quarta menor tarifa de energia elétrica do mundo. O PT cria a riqueza do país para todos!
Hahahaha!! Aqui só pode ser piada mesmo!! Foi o pior tiro no pé que um presidente já deu desde o período de Jânio! Pior! Estava na cara que ia dar merda! Aqui já tivemos um aumento de 18% no mês passado e já está prometido mais 30% para o início do ano, sem contar o quanto o governo (ou seja, nós!), está pagando por essa estratégia ridícula para ganhar popularidade pré período de eleições. Uma contrapartida enorme está saindo dos cofres públicos para socorrer as operadoras de energia. Ah! Mas a culpa é de São Pedro! Isso mesmo... Culpem o coelhinho da Páscoa também! Se houvesse planejamento nessa bagunça que chamamos de governo uma medida dessas jamais seria imposta na caneta por quem quer que seja sem contar, inclusive, com fatores climáticos. Mas, sabemos que não era esse o caso! Tratava-se apenas de bravata mesmo! Na época escrevi aqui qual seria o resultado de tamanha irresponsabilidade e o resultado foi uma chuva de ofensas!

Eu amo o PT porque em 10 anos de governo eles criaram a chamada bolsa família. Esse programa atende quase 15 milhões de famílias e hoje são mais de 50 milhões de pessoas beneficiadas com a transferência de valores entre 70 a 300 reais mensais. Esse programa diminuiu a mortalidade infantil, ampliou a alimentação do povo e ajudou a colocar os filhos dos pobres na escola. Fico feliz de saber que 75% dos beneficiários do programa trabalham e que cada 1 real transferido ao bolsa família acrescenta 1 real e 78 centavos à economia do país, segundo pesquisa. Além disso, mais de 1 milhão e 700 mil pessoas (12% do total) já deixaram o benefício voluntariamente por terem uma melhora em sua renda e desejarem que outras famílias tenham direito ao programa. Esse é o partido dos trabalhadores! E para completar, o bolsa família reduziu a miséria em 28% só em 2012. Esse é o governo do PT!
Esse é o maior ponto de discordância que mantenho contra o discurso do PT. Primeiro por que ao permitir uma inflação acima dos 4,5% previstos originalmente, o ganho real desse benefício torna-se menor. Segundo por que o programa havia sido criado inicialmente para oferecer a oportunidade para que pessoas recobrassem sua dignidade e, com isso, ao longo do tempo, cada vez menos pessoas necessitariam desse benefício. Sem políticas adequadas ao desenvolvimento do país o que se vê é um efeito completamente nefasto! A cada ano mais e mais beneficiados são incluídos no programa, o que revela uma contradição gigante! O foco desse programa sob a batuta do PT tem sido manter o mercado aquecido através do consumo, novamente nos colocando em um círculo vicioso prejudicial ao crescimento da economia. Se continuarmos dessa maneira, não levarão muitos anos para que seja inviável manter um programa como este. O estado não gera riqueza alguma e enfraquecendo a economia, como será capaz de comprar votos, digo, beneficiar pessoas carentes com acesso a essa medida paliativa e que nos afunda cada vez mais no abismo do retrocesso. Fosse um programa de sucesso, estaríamos com cada vez menos necessitados e não o contrário. Não há nada de positivo em se vangloriar com o volume de pessoas cobertas pelo programa. Isso só revela o quanto o estado tem sido incompetente para sanar os problemas com a pobreza no Brasil.

Eu amo o PT porque em 10 anos de governo eles criaram o Programa Mais Médicos, que já trouxe mais de 6000 médicos estrangeiros para atenderem a população pobre do Brasil que antes não tinha acesso a atendimento médico. Até abril de 2014 serão 13.000 médicos estrangeiros no Brasil, o que dará uma cobertura médica a 46 milhões de pessoas pobres que moram nos rincões mais distantes do país. Esse é o progresso PT, ainda aumentou a verba da saúde de 33 bilhões para 100 bilhões, além de dobrar o número de vagas para médicos em universidades públicas. Ainda não esta sendo possível, mas o governo do PT deseja criar um médico para cada 100 habitantes.
Quanto ao Mais Médicos eu já escrevi que sou favorável até que o número seja ainda muito maior! Acontece que não posso deixar de criticar o discurso. Trazer mais médicos e não melhorar em nada a estrutura do SUS, por exemplo, não acrescenta grande benefício à população. Além do mais o que ocorreu nos últimos anos foi a redução de leitos em hospitais pelo país. De novo, a má gestão, a falta de planejamento e a inexistência de caráter nas pessoas que coordenam os setores da saúde no Brasil. Só pra constar, em relação ao investimento na saúde, de 1999 a 2002 os gastos foram de 1,7% do PIB. O valor global era menor por que o PIB era menor, mas a participação da saúde nele era maior! Com Lula, no primeiro mandato o porcentual foi levemente menor (1,697% do PIB), e atualmente, na gestão Dilma, não passa de 1,6% do PIB. Ou seja, tem mais grana, mas a participação no PIB encolheu!

Mas, tem algo que precisa ser combatido com veemência! Ouvi na entrevista ao Jornal Nacional de 18 de agosto, a prefidenta repetir com a maior cara de pau a informação de que com a importação dos 14 mil médicos formados em Cuba, 50 milhões de pessoas que nunca tinham visto um doutor de perto passaram a ser atendidas. Que pôrra de aritmética é essa? Se cada cubano consegue atender 3.571 (só dividir gente!), certamente os 400 mil profissionais cadastrados nos CRMs (Conselho Regional de Medicina) seriam capazes de atender 1,4 bilhão de pacientes!! E olha que o Brasil só possui 200 milhões de habitantes! Garai! Quer dizer que nós temos é médico sobrando! Daríamos conta de praticamente um sétimo de toda a população do globo! falando! A matemática desse governo não é a mesmo que aprendemos no ensino básico! Temos tantos médicos, segundo esse governo, que o problema real do Brasil é a falta de pacientes!

Eu amo o PT porque em 10 anos de governo eles diminuíram a pobreza do Brasil. Somente no governo Lula a pobreza diminuiu em 50,6% de junho de 2003 a dezembro de 2010, segundo a FGV (Fundação Getúlio Vargas). Agora o pobre aumentou seu poder de compra, pode andar de carro e de avião. Damos graças em um governo que pensa na maioria dos brasileiros!
Isto é a maior mentira deste discurso! Primeiro por que o que mudou realmente foi a forma de calcular e definir quem é pobre e quem é rico no país. Houve, sim, não discordo, melhora em muitos fatores quanto a miséria, mas não é mérito de ninguém, senão das condições favoráveis que foram experimentadas no período (era PT), que fomos favorecidos pela valorização das commodities brasileiras puxadas pelas negociações com a China (aqui, sim, mérito do governo do divino Lula). E atenção!! Os 5% mais ricos do país detinham, em 2006, 40% da renda nacional. Em 2012, passaram para 44%. O 1% mais rico detinham 9% da renda nacional em 2006. Em 2012, saltaram para 11%. Onde está mesmo a tal da redução da desigualdade? Conversa mole de erro do IBGE só convence quem não dá a mínima! Um processo que toma meses dos especialistas e ainda passa por várias conferências não pode, simplesmente, ser desmentido em apenas um dia!

Eu amo o PT porque em 10 anos de governo a desigualdade caiu em seu menor nível de toda a história documentada, segundo o IPEA. O índice de Gini, que mede a desigualdade, foi de 0,527, o menor desde 1960. Por isso que tem tanto pobre passando a consumir mais e com uma vida melhor. Esperamos tudo de melhor no governo do PT!
Como se fala em conversas de boteco: gozar com o pau dos outros é bacana né! Parte da resposta cabível aqui já está acima. A única maneira garantida de diminuir a desigualdade é investindo na formação de qualidade do indivíduo e oferecendo oportunidades reais de crescimento pessoal. Para isso, temos que focar em infraestrutura, formação de capital intelectual e desenvolvimento de tecnologia própria. 

Eu amo o PT porque em 10 anos de governo eles criaram o Luz para Todos. Um programa nacional que investiu pesado em estruturas elétricas para populações de baixa renda, levando luz elétrica para mais de 15 milhões de pessoas. Hoje em dia quase não existem mais brasileiros sem acesso a energia. Esse programa ajudou as populações que moram nos locais mais distantes e pobres do país a usar a energia elétrica para usar eletrodomésticos e produzir. Um governo que pensa no povo!
Olha... Houve até um esforço real do governo nesse sentido... Mas... esqueceram de combinar com os russos!! Não faltou nada nesse sentido, não?? Tipo... Investir em geração de energia para acompanhar a demanda?? Pra rir, né...

Eu amo o PT porque em 10 anos de governo eles criaram o PRONATEC, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, que ampliou a oferta de cursos profissionalizantes no país para pessoas pobres. Até hoje o Pronatec está levando cursos profissionalizantes gratuitos a cerca de 700 mil pessoas de baixa renda, e são estimadas 1 milhão de vagas preenchidas em cursos até dezembro de 2014. É de deixar qualquer trabalhador com esperança de um dia melhor!
De 1999 a 2002, os gastos do governo federal com a educação foram de 0,8% do PIB e o resultado era uma merda de educação deficitária! Com Lula (2003-2006), o porcentual foi menor, de 0,75% do PIB e continuou uma grande porcaria! Em 1995, a União era responsável por 23,8% dos investimentos na área. Atualmente está abaixo de 20%, porque aumentou a participação dos municípios, ou melhor, transferiu-se o sabugo para o rabo dos prefeitos. Resultado real... Independente da glorificação acima, a educação anda pior do que estava e demonstra sinais claros de que não irá se recuperar tão breve! Focar em programas de capacitação de mão de obra pode até ajudar a melhorar na renda, mas está longe de ser uma vantagem para um país que pretende ser uma potência. Gozado que quando eu fazia parte do partido esse tipo de coisa era criticado... Fazer o que... Construir obra dá Ibope, garante votos e ainda dá pra tirar uma casquinha do orçamento que pode variar de 15% a 30% de luva para os parasitas, ops, parlamentares!

Eu amo o PT porque em 10 anos de governo eles criaram o Minha Casa, Minha Vida, um programa social que já contratou mais de 3 milhões de casas para pessoas de baixa renda poderem morar. Dessas 3 milhões, mais de 1,4 milhão de moradias já foram entregues para os pobres. Não satisfeito, o PT criou o Minha Casa Melhor, que permite os pobres beneficiários do Minha Casa Minha Vida comprarem móveis e eletrodomésticos para sua nova casa com um cartão dado pelo governo, com juros mínimos e prazos longos. Esse governo governa para as classes menos desfavorecidas e para todos!
Isso aqui tem graça! Basta ver a última denúncia incluindo o Instituto Brasil, ONG petista criada para administrar o programa na Bahia para se ter uma noção de como esse programa é útil... Útil para os pilantras! A ideia é boa, é necessária, mas, de novo, a gestão é uma piada! lotearam tudo para garantir sua permanência no poder e a corda corre solta. da maneira como são produzidos esses programas que não tem outro objetivo, senão, corresponder as doações de grandes empreiteiras durante as campanhas eleitorais, sou terminantemente contra essa exploração de necessidades básicas do ser humano. Mais um ponto em que me torno crítico de todos os partidos que se beneficiam desse ultraje a dignidade de quem deveria ser defendido e assistido por eles.

Eu amo o PT porque em 10 anos de governo eles criaram o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). O PAC já investiu o montante de 665 bilhões em obras de infraestrutura no Brasil, fazendo do Brasil um dos países que mais possuem obras em andamento do mundo. O PAC gerou um grande número de empregos no Brasil, o que ajudou a diminuir o desemprego. O volume de investimentos do PAC também provocou efeitos positivos na economia, ajudando no crescimento e desenvolvimento do país, além de permitir a construção de obras importantíssimas em várias áreas diferentes. Nunca se viu isso no Brasil e a mídia nunca publica!
Verdade que o PAC possui, sim, algumas coisas positivas para serem celebradas. O problema reside no fato de que as obras verdadeiramente essenciais, como a transposição do Rio São Francisco, por exemplo, dentre outras dezenas de promessas, sumiram até dos discursos ultimamente! Sem falar que, de novo, a má gestão, a falta de fiscalização, etc, permite o assalto exagerado em todas as benditas obras espalhadas pelo país e até no exterior. Na era do PT, nenhuma obra termina no prazo e com o orçamento previsto. Há o caso emblemático da Refinaria Abreu e Lima, em Pernambuco, que de um valor inicial de US$ 2,5 bilhões já consumiu US$ 18 bilhões, com certeza deverá ultrapassar os US$ 20 bilhões e está longe do prazo estipulado!

Na transposição do Rio São Francisco, Lula e Dilma já torraram o dobro e nem metade da obra está pronta. Há centenas de outras obras na mesma situação, mas não posso deixar passar outro grande problema... Entre 2010 e junho deste ano, a produção de petróleo nos EUA passou de 5,4 milhões de barris por dia para 8,2  milhões – uma alta de 52% para um país que não tem tradição de produtor.  No Brasil, a produção passou no mesmo período de 2 milhões de barris por dia para 2,1 milhões – ou mais 5,1%. E nós alardeamos como se tivéssemos ultrapassado o Oriente Médio inteiro! O duro de engolir desse governo é o discurso! Quando eu engrossava as fileiras do partidão, acreditava piamente que se o PT chegasse ao poder tudo seria feito diferente e que todas aquelas coisas horríveis que eu lia nos jornais seriam quase extintas com o PT no poder. Tá bom, eu era iludido e inocente demais!

Eu amo o PT porque em 10 anos de governo eles conseguiram controlar a inflação mais do que o governo anterior. A inflação média nos 8 anos de governo FHC foi de 9,1%, enquanto a inflação média dos 8 anos de governo Lula foram de 5,7%. A Dilma ainda completou esse quadro com a desoneração total dos produtos da cesta básica. É por isso que o povo reconhece o governo do PT!
Outra piada! Represar tarifas que fatalmente terão de ser liberadas em um momento ou outro não é controle da inflação. Esse negócio de desoneração da cesta básica não passa por um olhar mais atento na lista do supermercado de qualquer dona de casa! Gostam tanto de comparar o governo deles com o anterior de FHC, então vamos... E os investimentos em infraestrutura? No primeiro mandato de FHC, foram de 2,6% do PIB. Nos três anos e meio de Dilma, ficaram abaixo de 1% do PIB. Há ainda o pagamento de juros do governo federal. No governo FHC foram pagos R$ 600 bilhões em juros. No de Lula, mais que dobro disso (R$ 1,289 trilhão); e, nos três anos e meio de Dilma, já foram pagos quase R$ 800 bilhões em juros. Isto significa que o governo petista, nos seus 11 anos e meio, já torrou mais de R$ 2 trilhões em juros, ou cerca de 250% a mais que o governo que tanto demonizam e atribuem uma herança maldita. O governo petista aumentou a carga tributária em 4 pontos porcentuais do PIB, o que corresponde a cerca de R$ 200 bilhões a mais por ano. Assim, os brasileiros tiveram de pagar a mais cerca de R$ 2,25 trilhões em tributos. Desonerou o que, de verdade? Até parece que a história política do Brasil resume-se apenas a esses dois partidos... Já encheu essa conversa! E o pior é que, mesmo assim, a gestão das contas públicas só piora a cada trimestre!

Eu amo o PT porque em 10 anos de governo eles conseguiram acumular um montante de 378 bilhões de reservas internacionais. No governo anterior o Brasil tinha apenas 37,8 bilhões de reservas, o que tornavam o país mais vulnerável a crises internacionais. Ou seja, em 10 anos o PT aumentou em 10 vezes as reservas internacionais do país. Isso melhora a visão de investidores externos e aumenta a confiança no país. E tem gente que ainda prefere o FMI ditando nossa política econômica!
Outra piada! Se isso fosse verdade, a prefidenta comete um ato falho (vigarice mesmo!) ao culpar a crise internacional pelas "dificuldades" que ela anda enfrentando. E não nos esqueçamos da dívida pública. Em valor absoluto, a dívida bruta total, que o governo que o antecedeu e foi demonizado por lula, entregou em R$ 750 bilhões, hoje encosta nos R$ 3 trilhões – nos 11 anos e meio do governo petista a dívida interna bruta aumentou em R$ 1,45 trilhão, ou seja, 193% maior que o governo anterior. Enquanto isso, com FHC, o superávit primário médio foi de 3,3% do PIB. Hoje em dia, é de apenas 1,3%. Em maio deste ano houve déficit de R$ 10,5 bilhões, um recorde negativo.

A maioria do povo brasileiro trabalhador te ama e te honra PT e vomos (sic) votar DILMA 13!
Até nesse ponto eu discordo do discurso! Ora, ainda que a prefidenta venha a se reeleger (e eu, de coração, prefiro que seja ela mesma a ter de limpar as merdas de seu governo do que outro que, fatalmente, levará a culpa, assim como Lula acabou recebendo os créditos pelo que nunca fez!), não será por maioria jamais!!! Senão, aquela maioria definida por cálculo estúpido estabelecida pelo jogo eleitoral, mas isso faz parte das regras do jogo que todos concordamos aceitar! É só observar quantos milhões de eleitores temos no país, quantos votam e quantos dão a vitória para o candidato: nunca representa a maioria de fato!

Não poderia encerrar esse minúsculo texto sem mencionar outro grande termômetro que indica o quanto o discurso do atual governo está completamente fora da realidade. Nos quatro anos de governo Dilma, o PIB brasileiro crescerá pouco mais de 1,5% ao ano (se as previsões para 2014 não baixarem ainda mais!). Só o governo Collor foi pior que o governo Dilma. Isso sim é um fator essencial para compreender que não existe como diminuir a desigualdade, reduzir a pobreza e melhorar, de fato, a vida dos brasileiros, se o país não cresce, não se desenvolve e teima em manter a ideia fixa no assistencialismo. Vai... Podem xingar! acostumado...

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.