Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

Antes de nós, roubaram também... Como assim "prefidenta"???

Lula e Dilma Rousseff - Um Asno
Aguardo com certa ansiedade pelo desenrolar do processo do "Petrolão". Farei da mesma maneira que fiz durante todo o processo do Mensalão. Ou seja, se não conseguir acompanhar ao vivo, o farei através de outras fontes, mas não perderei uma só leitura, dos autos até os votos dos ministros ao final. Não me satisfaz acompanhar apenas pelo que é escrito na imprensa convencional e menos ainda nos artigos de gente financiada para desinformar. Não fiz nenhuma postagem a respeito do Petrolão e nem entrei em discussões por que, de fato, não se pode afirmar conhecimento de nada ainda do caso, senão o que "vaza". Só quando todos os nomes forem revelados, as defesas apresentadas e as sentenças saírem é que teremos um quadro mais fiel sem suposições ou leviandades. Mas... Espia! A dona prefidenta Dilma Rousseff, no meu ponto de vista, perdeu uma oportunidade gigante de permanecer de boca fechada! E olha que não sou dos que engrossam as fileiras pelo impeachment!

Eu não tenho a menor dúvida de que corrupção no Brasil não é privilégio de uns poucos afortunados. Pelo contrário! Acho até que é democraticamente bem distribuída entre todos os partidos, inclusive os anões que se posam de bonzinhos. Porém, quando a prefidenta solta uma pérola como o fez nesta sexta-feira (20), que se os casos de corrupção na Petrobras tivessem sido investigados na década de 1990, quando o país era governado pelo PSDB, os desvios na estatal poderiam ter sido estancados e não teriam se perpetuado por tanto tempo, aí o baguio realmente fica feio! Na boa! Se o governo anterior não o fez, (e isso teria sido de excelente valor ao partido que governa atualmente, pois poderia demonstrar o quanto seus predecessores eram pilantras!), caberia justamente ao atual governo passar um pente fino em todas as instituições onde a política suja estivesse entranhada! O mesmo se dá quanto as privatizações, alcunhadas pelo partido de turno como "privataria". A responsabilidade de ter exigido que fossem vasculhadas as irregularidades, tanto das privatizações, quanto de... Como eles gostam mesmo de chamar? Ah, sim! "Malfeitos" na administração da Petrobrás é justamente de quem profere essas lindas palavras!

Bolas! Para ficar mais explícita ainda essa responsabilidade, antes de ser a Chefe de Estado, a senhora Dilma foi ministra de Minas e Energia e presidiu o Conselho da empresa e isso desde o início de governo do divino Lula! Lá se vão 12 anos (DOZE!!!), e me sai com uma dessas? O que fez ela como ministra durante o governo do divino? O que fez durante o período em que esteve a frente do Conselho da Petrobrás (além, é claro, de permitir a puta sacanagem em Pasadena)? Concordo com Dilma! Os órgãos competentes (comandados pela Presidência da República), deveriam, mesmo, investigar todos os períodos sob quantas administrações fossem necessárias! Essa é uma das responsabilidades do governo. Isso é o mínimo que se espera por parte de qualquer governo! Além do mais, é absurda a desculpa para escorregão tão tragicômico, justificando o argumento na denúncia de que por quase 20 anos um grupo de empresas viria atuando dessa forma. Isso exclui algum outro criminoso dos que se seguiram após, sobretudo, com muito mais entusiasmo? Isso isenta os responsáveis quanto a sua incapacidade de gerir, avaliar e exigir transparência? De maneira alguma!

Dentro desse período de DOZE anos, esteve nas mãos da senhora Dilma Rousseff a vacina e o remédio para tudo isso. Não o fez por quê? Foi só incompetência, ou houve mais alguma influência? Para a prefidenta dizer tais palavras ela pode até estar convicta de que não se sujou recebendo as contribuições pecuniárias oriundas do óleo negro, mas escorrega ao tratar o assunto como se o mesmo nunca antes estivesse sob sua guarda. Houve privataria? Como saber se o PT, que tinha meios e obrigação, não levou ninguém a justiça por isso? Escolheram ficar nas trincheiras arremessando lama e grasnando contra os adversários. Houve corrupção em governos passados? Mané, mas não há a menor condição de existir dúvida quanto a isso! Pior! Cada um dos governos que se tornaram sucessores cometeram crime maior não investigando o antecessor. Prevaricaram covardemente por terem os pés na mesma lama.

O crime de prevaricação é horrendo por que um indivíduo sabe do ilícito e ainda assim deixa de agir impedindo que o erro seja corrigido e punido. Há outra forma de chamarmos a essa atitude do governo que não investiga e pune crimes do seu antecessor: cumplicidade! O absurdo nas palavras de Dilma ainda pode se agravar em sua sentença seguinte: "Não que antes não existia [corrupção], é que antes não tinha sido investigado e descoberto. Porque quando se investiga e descobre as raízes surgem. E quando surgem as raízes das questões você impede que aquilo se repita e que seja continuado". E não é que ela está certa de novo! Depois de doze anos é que se resolve investigar o que aconteceu antes só para poder afirmar que "Antes da gente roubar os outros também faziam isso"? Claro que esse tipo de indignação não afetará, ao menos metade dos brasileiros, mas a mim perturba essa letargia dos eleitores que se sentem bem escolhendo seus líderes por os "acharem" mais idiotas que eles próprios. Nenhum dos que estiveram a frente desse governo foram idiotas, senão quem os colocou lá...

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.