Rádio Na Pior

Últimos Artigos
recent

Ocupação das Escolas do Paraná: Falência da Educação

Arthur do Canal MamãeFalei agredido - Blog do Asno
Acredito que Thoreau quando escreveu Disobedience em 1849, não havia vislumbrado uma sociedade anormal como a que vivemos atualmente. Eu acompanho o trabalho dos jovens do Movimento Brasil livre, especificamente, Fernando Holiday, Renan Santos e o Arthur do Canal do Youtube, "Mamãe Falei". Nem sempre concordei com as ideias do MBL, mas as defendo na sua maioria. O canal "Mamaefalei" possui uma linha de perguntas provocativas e com claro objetivo de expor ao ridículo algumas manifestações de ideias. Objetivo perfeitamente atingido durante a visita a uma das escolas ocupadas em Curitiba. Assisti integralmente aos vídeos onde Arthur, de maneira inteligente interroga aos estudantes quanto as razões de estarem ocupando as escolas e provocando um enorme dano social ao estado. Notem! Se a ocupação não terminar até o dia 31 de outubro, milhares de estudantes serão prejudicados por conta do exame do ENEM. Sem falar no prejuízo por já estarem sem aulas, mas isso não perturba aos alunos tão preocupados com a qualidade do ensino no Brasil.

Não haverá tempo suficiente para preparar as escolas e a troca por outros locais causará uma avalanche de reclamações dos estudantes desavisados. Claro que o estado pode remarcar a data para a prova, mas isso onera os cofres públicos em mais de R$ 8 milhões. Os vídeos de Arthur e Renan revelam duas coisas: ninguém por lá tem a menor ideia do que estão fazendo e a manipulação político partidária é ululante. Os jovens manipulados dos colégios são, inclusive, representados por um advogado que desconhece leis! Teve a cara de pau de afirmar que não reconhece o governo atual, frase padrão de fanáticos da esquerda. Acontece que esse governo foi legitimado por eles próprios e a um advogado cabe até discordar de uma lei, jamais desobedecê-la ou estimular que alguém o faça.

Segundo os próprios alunos ocupadores, eles decidiram ocupar as escolas para protestar contra a PEC 241 e a Reforma do Ensino Médio. Nenhum foi capaz de explicar por que se opõem a Reforma do Ensino, grave evidência de que uma reforma é urgente! Nenhum foi capaz de ler a PEC 241 antes de se colocar contrário, o que manifestamente revela que estão ali por pura doutrinação. São maus alunos conduzidos por péssimos professores. São os professores, os idiotas úteis de Antonio Gramsci, cumprindo seu nocivo papel de alienar nossos jovens, os verdadeiros responsáveis pelas mais de 600 escolas paralisadas no estado do Paraná. Os professores daquele estado também estão em greve, um direito legítimo a serviço de uma ideologia que teve treze anos para fazer algo por eles... E nada fez! Todos os alunos entrevistados repetiam as frases fabricadas nos discursos dos partidos PT, PCdoB, PSOL e seus satélites.

Quando Arthur mencionava conteúdo da PEC em suas perguntas, sem esclarecer a origem, os alunos apoiavam o texto. Não leram! Alguém, deliberada e criminosamente, lhes confundiu sobre qual era o real conteúdo da proposta apenas para que se colocassem em estado de desobediência. A maneira responsável de um professor esclarecer aos seus alunos quanto a determinada ação do estado é promovendo o debate sobre o assunto. Mas, é explícito que a esses jovens não se administra o mínimo de conhecimento sobre como discutir ideias. Não há o menor espaço para o contraditório e, principalmente, quando são derrotados pela força do argumento, apelam para o argumento da força.

Arthur e Renan foram agredidos e tiveram suas câmeras e celulares destruídos por se auto convidarem para um debate que não existe. Pior! O "adevogado" esquerdopata ainda enfiou uma denúncia de Importunação Ofensiva ao Pudor contra Arthur. Óbvio que antes uma queixa muito mais pesada, estupro, havia sido registrada na Delegacia da Mulher. A vítima passou a ser agressor! Vi aos dois vídeos e no início Arthur não os provocava com suas perguntas, apenas revelava a incoerência nas respostas. Foi quando ele quis entrar na escola para ouvir as respostas dos principais organizadores do movimento que a coisa descambou para uma batalha. Apoio o trabalho de Arthur por que considero que se uma pessoa não quer ser exposta ao ridículo por defender uma ideia bizarra, que trate de conhecer melhor os fundamentos que acredita ou não se manifeste.

Não considero a atitude dos rapazes do MBL muito produtiva para construirmos um debate autêntico. Porém, considero ainda menos civilizada a atitude dos alunos que poderiam muito bem ter convidado aos jovens para uma discussão proveitosa. Eles foram provocados? De fato, foram! Essa é a maneira de responder a uma provocação? Apenas corroboraram o trabalho do MBL e fortaleceram os opositores. Não há inteligência nas escolas! A Educação esta arruinada e não é o Estado o responsável, somos nós! Henry David Thoreau sugeriu seu conceito de desobediência civil na eventualidade de um governo vigente não satisfazer as exigências de sua população, oprimindo-a, impondo injustiças e obstruindo seus direitos e a liberdade individual. Não há razões para que promovamos a desobediência civil no Brasil. Tudo corre em conformidade com o que se apregoa em um estado democrático e de direito. Se há motivos para insatisfação com a classe política, então temos de nos revoltar com nossa própria classe: os eleitores.

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.