Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

Sobre o pronunciamento do prefeito cassado, Pedro Bernabé

Pedro Bernabé prefeito cassado de Birigui - Blog do Asno
Pedro Bernabé é uma boa pessoa, um bom pai, um bom cidadão e, segundo testemunhos, um excelente acadêmico, mas um péssimo político. Já o sabíamos quando ele foi eleito já em 2012. Não foi só a simpatia por suas qualidades que o fizeram prefeito naquela ocasião, mas a resistência do eleitorado ao seu adversário. Porque Bernabé não é um bom político? Por que para ser um bom político exige-se certo grau de psicopatia no indivíduo! É sério... O sujeito precisa possuir certas qualidades que só os psicopatas e os sociopatas dominam com maestria para terem sucesso na carreira política. Se não for desse modo sua trajetória será breve.

Não estou falando de um serial killer. Existem diversos graus de psicopatia e mais de 70% da população manifesta alguma distorção psicológica nessa direção. Quanto mais tempo o indivíduo consegue se manter na carreira política, mais encontraremos traços da psicopatia no camarada. Claro... Para tudo há exceções! Ontem, durante seu pronunciamento oficial sobre a notícia de que teve seu mandato cassado (outra vez!), o prefeito se limitou a falar sobre o que conseguiu realizar durante seu conturbado mandato. Detalhe... O seu vice, Carlito Vendrame que agora é vice do próximo prefeito eleito neste ano, não estava ao seu lado como aparecia em outras ocasiões quando o prefeito era obrigado a se pronunciar sobre as decisões que volta e meia o afastavam de suas funções.

Eu estava na sala quando saiu o primeiro pronunciamento e tirei duas fotos dos dois casais: Carlito e sua esposa ao lado do prefeito também com a esposa. Dessa vez Bernabé contou apenas com a esposa para estar ao seu lado durante a sua fala. A eleição de 2012 foi horrível. Um retrato fiel da qualidade política da cidade. Foram quatro candidatos sem a menor condição para assumir a prefeitura municipal. Um pior do que o outro e os dois que representavam os grupos mais fortes do município destacaram-se logo como possíveis eleitos.

Foi ali que começou a baixaria. Sim! Houveram compras de votos a revelia e protagonizadas pelos dois grupos. Como ainda continua ocorrendo nesse sertão de caráter e consciência que é o município de Birigui. Não foi diferente em 2016 como nas eleições passadas, só que dessa vez foram os candidatos ao cargo de vereador que ousaram mais. Um detalhe muito pouco analisado pelo eleitorado é que a única razão para um político apadrinhar outro é a suposição de que exercerá ascendência sobre o "poste" escolhido. Borini cometeu esse erro, mas Bernabé não é uma pessoa domesticada nos liames da política. Se perdeu... Buscou alianças até com o próprio responsável pelo seu calvário e isso em nada o aliviou.

Eu imagino como deve ter sido governar uma cidade com um orçamento tão medíocre, mas com necessidades de um grande polo e ainda com a limitação imposta pela sombra judicial. Foram idas e vindas e o prefeito gastou gorda fração de energia para garantir o exercício do seu mandato. Não teve chance para se tornar político. É bem verdade que Bernabé tem seu caráter como principal capital político, mas não possui destreza para lidar com a rapinagem que a função exige. As glórias que cantou não são suas. Muitas das conquistas que listou vieram da iniciativa local e até de cidadãos que não são remunerados pela prefeitura. Limitou-se a falar apenas das conquistas e não respondeu pergunta alguma sobre o caos em que a cidade mergulhou.

Errou aqui! Não foi a crise econômica atual que ferrou com a cidade, mas sua condição política sensível que causou tudo o que se evidencia hoje. Em 2013 já era possível visualizar os efeitos do processo que iria durar os incríveis quatro anos do mandato de Bernabé. Esperem mais um pouco para ver e comprovarão muito do que estou registrando. Birigui, mesmo durante a absurda crise pela qual o país está passando, irá se transformar num grande canteiro de obras já no primeiro ano de mandato do próximo prefeito e isso não será devido a maior competência do sucessor, apenas um sutil traquejo político maior.

Bernabé se tornou vítima dos próprios ouvidos... Ouviu as palavras certas das pessoas erradas e acreditou que seria um bom prefeito por crer-se uma boa pessoa, mas são coisas diferentes quando se fala em política dentro do contexto atual. Manteve as pessoas erradas a sua volta e merece pagar pelo desterro próximo. Não há lugar para ingênuos e românticos na política atual. Ainda chegaremos ao patamar em que as pessoas com as qualidades de Pedro Bernabé sejam as mais adequadas para a administração pública, mas ainda não chegamos lá. E a culpa não é dos políticos e sim de quem os escolhe. Somos nós que definimos quais são os modelos que os políticos devem seguir para serem bem sucedidos. Nós somos os carrascos de nós mesmos.

Um comentário:

  1. Caro Nilson...
    Acompanho o seu blog com certa frequência e tenho grande admiração pela sua capacidade intelectual e a forma que se exprime me apetece, não obstante as diferenças ideológicas.
    Creio que o problema central do eleitorado, em particular da nossa cidade seja o grande atraso cultural ainda não vencido...
    Creio muito que a derrota do candidato Roque Barbieri deu-se pela sua rejeição que é muito pronunciada... Mas, verificamos que o poder econômico leva o debate, salutar e caro à democracia para o corner, deixando os superficialismos abundarem e engolirem o processo.

    Renato

    renatogalois87@gmail.com

    ResponderExcluir

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.