Rádio Na Pior

Últimos Artigos
recent

Reflexão: O que aprendi em 2016

Satisfação - Blog do Asno
Tenho muito para refletir sobre o que esse ano representou para mim. Comecei-o em Guarulhos-SP, passei por um breve e turbulento período em Birigui-SP, e o concluo com uma agradável passagem por Maringá-PR. Essa última cidade proporciona bons momentos para reflexão. É o décimo maior PIB da região Sul e se destaca entre as quatro principais cidades do Paraná. Não é à toa! Já conhecia a cidade desde 1995 e desde lá ela continua prosperando muito. Agora que o ano chega ao seu final eu decido passar a limpo minha jornada por essas três cidades. Devo ser uma das raras pessoas do mundo cristão que se sente confortável em passar um feriado de Natal sozinho. Sim, isso me agrada. É um silêncio que me faz muito bem. Claro que faz falta um aceno carinhoso das filhas que estão curtindo o momento à distância, porém, sei que estão bem. Amigos mandam mensagens a todo momento, mas creio que já me conhecem o suficiente para entender quando não respondo. Essa paz tumular é um raro momento que me presenteio para colocar a mente nos trilhos. Tenho ainda muito a produzir, seja em projetos ou textos e quase nunca sobra um tempo de qualidade para me dedicar a isso. Por essa razão, essa me é uma boa data.

O ano de 2016 representou uma fração de tempo muito dura para muitas pessoas, inclusive para mim mesmo. Tomo-o como um resgate da minha personalidade que havia se diluído em ilusões que eu mesmo criei. Esse foi um ano no qual aprendi que minha passagem por essa experiência de vida pode ser muito mais agradável se eu me dedicar a emprestar minhas ações para tornar mais suave o caminho daqueles que estão próximos a mim, de maneira que possam fazer o mesmo para aqueles que os cercam. Ainda sou aquela criatura absurdamente arrogante e fria que todos conhecem. Lamento desapontar a quem ainda espera que um dia eu me cure. É da natureza humana esperar que outros se adequem aos nossos modelos, mas não é mais o meu caso. Essa liberdade tão valiosa me custou várias amizades e até o respeito de algumas pessoas sérias. Sou muito mais otimista com o horizonte futuro agora. Não! Não tem nada a ver com a economia do país! Esta vai continuar uma bosta até 2020 ou mais! Muito menos aumentou minha esperança com relação aos eleitores que irão escolher os próximos "representantes" para a nossa política. Vão se surpreender (ou não) quando constatarem que as escolhas serão ainda muito piores.

Meu otimismo é com relação a mim mesmo e com os resultados de minhas ações futuras. Me agrada sentir que uma pesada âncora, a qual eu arrastava sem motivo, acaba de se despregar de minha alma. Neste ano aprendi a me perdoar por meus enriquecedores fracassos. Cada um deles me tornou robusto exatamente para este momento em que inicio uma nova jornada. A diferença é que nesta batalha não sou obrigado a vencer, pois já a venci dentro de mim mesmo. Má notícia para aqueles que, até agora, jogaram sem um adversário contra suas artimanhas no tabuleiro político... Estou maior, mais agressivo e muito melhor preparado. A minha paz será o permanente desassossego daqueles que prevaricam, que trapaceiam, burlam e descumprem com suas obrigações para com as tolas ovelhas que os idolatram. Aguardem senhores picaretas. A insônia de vocês será o meu gáudio. O ano de 2017 promete muita atividade para esse blogueiro!

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.