Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

Ator Sandro Rocha, de Tropa de Elite, deixa Telexfree

Sandro Rocha - Telexfree - Um Asno
O ator Sandro Rocha, que participou do filme "Tropa de Elite" e era um dos principais divulgadores da Telexfree, empresa investigada por formação de pirâmide financeira, publicou na terça-feira um vídeo no qual afirma que vai deixar a empresa. Ele disse ainda que cerca de 900 pessoas o questionaram no Facebook pelo envolvimento com a empresa , mas que ele apenas se sente responsável pelas pessoas da sua rede, chamada de "Elite Group". No vídeo de 42 minutos disponível no YouTube, o ator pede "reflexão" e "serenidade" às pessoas que atuaram na empresa. Segundo ele, o caso da Telexfree vem há um mês ocupando a sua mente e tirando seu sono, principalmente após a Justiça ter retido o dinheiro dos membros dos grupos. Ele afirmou que o que a Justiça fez contra a empresa foi uma "barbaridade", mas afirmou que após várias tentativas de entrar em contato e depois de ouvir a posição da empresa, optou por deixar o grupo e que espera que a situação se resolva, mas que não volta para a Telexfree. Ele afirmou que também tem muito dinheiro parado na empresa e que é apenas "um divulgador como você, quando eu entrei ninguém veio me ajudar." "Quisera eu poder resolver os problemas da empresa, se pudesse faria isso." Assista ao vídeo:
Minha vez...
Já havia escrito um artigo fazendo referência ao ator (leia aqui). Sandro voltou a criticar a justiça do Acre e defendeu a empresa que, segundo ele, foi prejudicada pela ação do estado que nada tem a ver com o dinheiro particular de cada um. A empresa tem um forte lobby entre parlamentares e um corpo jurídico muito potente, mas a ação da justiça não tem o objetivo de prejudicar nenhum dos divulgadores. O processo tem como objetivo proteger o dinheiro que foi investido por terceiros na empresa contra uma possível fuga dos sócios da empresa. Não pode ser esquecido o fato de que US$ 120 milhões foram transferidos tão logo a liminar foi proferida. Acontece que o dinheiro só poderá ser reintegrado aos respectivos investidores quando o processo terminar. Antes disso é impossível. Se a empresa reverter a decisão judicial como ficaria a justiça, caso ela tivesse devolvido o dinheiro? Caso ela seja condenada, o dinheiro será restituído e uma multa milionária será aplicada. Como Sandro repete exaustivamente, cada investidor estava consciente de sua aplicação, logo, sabiam do risco que correriam, então... Paciência!!!

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.