Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

O Calvário do Eleitor... Entre a Espada e a Bazuca!

Voto Nulo - Blog do Asno
Em meu último texto eu critiquei as pessoas que fazem apologia ao Voto Nulo. Porém, tenho de fazer justiça ao cidadão comum que não dispõe dos instrumentos e condições adequadas que o preparem para o jogo obsceno do processo eleitoral. Há milhares de eleitores nessa condição na Bagdá da Noroeste (Birigui, para os leigos) e acabam servindo involuntariamente às manobras de candidatos pilantras. Não me refiro aos fanáticos que emprestam-se a defender seus candidatos como se isso fosse uma Profissão de Fé. Falo daqueles que tiveram seu direito usurpado por vermes que sobrevivem das migalhas deixadas por quem usufrui do poder. O que resta a estes guerreiros trabalhadores, cujo direito a se expressar e participar do debate que deveria construir sua sociedade lhes é obstruído? Os centros onde poderiam ocorrer os debates para se construir as bases da nossa sociedade bem poderiam ser os espaços públicos, mas esses já estão ocupados por parasitas. Faculdades, empresas, igrejas e até escolas poderiam ser destinadas ao encontro dos cidadãos que desejam entender e melhorar o rumo de suas vidas. Acontece que esses espaços também foram privatizados por ideologias equivocadas e agentes mal intencionados. Democracia é um caminho espinhoso para esse coitado...

Existe solução para esse problema? Infelizmente, NÃO! A única maneira desse desprezado Ser conseguir impor-se no jogo asqueroso que chamamos de "democracia" em nosso país é o esforço próprio! Ele delega sua vida a seres "especiais" que depois passam a ser chamados de "autoridades" e não percebe que estes últimos estão cagando para seus interesses! Não posso culpá-los por se excluírem das ações que poderiam nos colocar em rota melhor, mas também não posso concordar que permaneçam dessa maneira. Ninguém irá ajudá-los! Não haverá messias para salvá-los dos abutres sempre à espreita da sua ingenuidade! Nenhum político irá fazer por eles aquilo que eles deveriam fazer a si mesmos! Não há saída! A obrigação de pesquisar, entender, debater e construir algo melhor será sempre nossa! Sem divulgar nomes para não influenciar ninguém faço uma comparação entre os candidatos da nossa Bagdá.

Um dos candidatos poderia representar um grupo de poder no município que tem a aprovação de parte do eleitorado que se sente parcialmente satisfeito quanto a suas demandas, mas possui uma rejeição enorme por parte daqueles que queriam a cidade administrada pelo outro grupo. Os eleitores consideram esse candidato insuficiente para a plena satisfação dos seus interesses, mas temem que a vitória pertencendo ao outro, as coisas piorem. A verdade é que o município vem sendo administrado por estes dois grupos há um bom tempo e a fidelidade dos eleitores não se traduziu em prosperidade para a população. Os problemas permanecem os mesmos ficando cada vez mais agravados com o passar dos anos. O candidato que representa o grupo de poder adversário ao primeiro possui uma rejeição enorme por que também representa uma figura que há bastante tempo acumula insatisfação dos munícipes locais. Porém, também é verdade que o Figura possui seus fieis! Em ambos os casos os votos não se convertem em mudanças de valor para a comunidade. É a manutenção do continuísmo.

Há mais dois casos onde os candidatos até podem não ser questionados quanto as suas virtudes ou defeitos pessoais. Porém! O que preocupa nestes casos é justamente a ausência de um quadro de pessoas notáveis, entre os que os apoiam, que poderiam assumir cargos e funções estratégicas no governo do município. O perigo disso é um retrocesso abissal para a cidade. Conheço as pessoas que seriam indicadas no caso de uma vitória e confesso que dá medo! Não vejo em nenhum dos candidatos dessa eleição uma capacidade para solucionar os problemas que envolvem os serviços e os servidores públicos. Tanto é que eles nem fazem menção a estes problemas. Acreditem! Mais de 40% dos problemas com a saúde seriam aliviados se os administradores tivessem pinto para mexer nessa residência de marimbondos. Falta-lhes virilidade para bater o salame na mesa e impor as mudanças necessárias a cidade (com ou sem o apoio da população). Nem vou mencionar outras pastas!

Neste pleito, o eleitor biriguiense tem um grande dilema! Está literalmente entre a Espada e a Bazuca! Um leitor chamado Renato me enviou o seguinte comentário: "Quer dizer que se eu tivesse votado no candidato Fulano Silva, em vez de branco ou nulo, eu teria contribuído pro sistema eleitoral? Quem me garante que o Fulano Silva faria alguma coisa pelos eleitores? Não sei por que é tão difícil pros outros perceberem que não importa quem vença uma eleição. Todos ali estão no cargo para benefício próprio. A corrupção política começa no povo que já faz artimanhas no dia a dia como jogar lixo solto na rua, subornar quem ele puder, fazer "gato" de conexão à internet, de energia e de tudo mais o que for possível, e assim por diante. O mal político não será solucionado votando no candidato A, B, C, D.... Anular o voto ou votar em branco, ao mesmo tempo que favorece os possíveis vencedores, mostra que o votante está insatisfeito com o que tem à disposição. Resolve alguma coisa? Não, mas também não dá voto pra nenhum candidato. É melhor *diminuir o número de candidatos (e os votos inválidos contribuem pra isso) do que votar no Zé Fulano...".

Bom, Renato... Apenas em parte o seu comentário tem sentido. Ao pé da letra você considera que todos nós somos filhos da puta (perdoem-me as putas!) e isso, estupidamente inclui a você. Esse é o seu primeiro equívoco. Ainda que apenas 10% da população fosse decente ela já deveria ser excluída desse seu julgamento. Quem garante que "fulano" ou "beltrano" fará alguma coisa para a sociedade? Ora, essa é mole! A atuação, participação, vigilância constante e consciência de responsabilidade da própria sociedade sobre o processo eleitoral. Se aprendeu a fazer conta vai perceber que é justamente o voto inválido e a ausência nas decisões legislativas que favorecem a permanência dos quadros aos quais estamos condenados. Não acho que redução do número de candidatos favoreça em absolutamente nada. Seu equívoco mais grosseiro é afirmar que voto inválido contribui para reduzir o número de candidatos. Isso demonstra o quanto você desconhece a legislação eleitoral e até mesmo o seu poder para mudar isso. Os partidos se aproveitam desse retardamento mental dos eleitores e montam suas estratégias justamente contando com os votos inválidos!

Quanto a afirmação de que o voto inválido demonstra a insatisfação do eleitor, deixa eu lhe dar um testemunho. Quando fui confrontar alguns vereadores de Birigui quanto a votação que manteve o número absurdo de 17 vereadores na Câmara Municipal, fui calado todas as vezes com um único argumento: "Não vimos a população se manifestando contrária. Se o povo não estivesse de acordo, teria comparecido na Câmara para demonstrar isso". Cansei de dar exemplos e demonstrar como isso ocorre. Se preferem continuar apostando nessa ideia estúpida, paciência! Continuem ajudando os pilantras a receberem bons salários para nos prejudicar indefinidamente.

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.