Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

Cortesia de Roquinho com dinheiro dos eleitores

No dia 08/12/2011, a Folha da Região publicou a seguinte matéria:

"O deputado biriguiense Roque Barbiere (PTB) nasceu com vocação para bom samaritano. Um amigo ex-prefeito condenado por improbidade, e que não conseguiu a reeleição em Valparaíso, foi prontamente acomodado como assessor na Assembleia Legislativa. Ainda em Valparaíso, a empreiteira da irmã dele e do cunhado foi contemplada por um contrato para construir uma UBS (Unidade Básica de Saúde) com recursos do Estado enviados graças a uma emenda orçamentária de autoria do nobre deputado, segundo reportagem do jornal "O Estado de S. Paulo". Tanta bondade, obviamente, também bafejaria a filha do influente parlamentar, apadrinhada do prefeito Cido Sério (PT) na Prefeitura de Araçatuba.

Sobre a filha, ele jura que o critério foi o da competência, e se ela por acaso mostrar incompetência, o prefeito está autorizado a mandar a empregada embora. A respeito da irmã e do cunhado, Roquinho diz que não é problema dele, mas do prefeito da cidade que fez o contrato. Relativamente ao amigo ex-prefeito, ele ainda não se manifestou. Reportagem publicada no dia 07/12/2012 pela Folha da Região mostrou que o Ministério Público e a Polícia Civil investigam a legalidade dessa nomeação - condenado em duas ações por improbidade administrativa, o apadrinhado não deveria trabalhar na Assembleia Legislativa, segundo interpretação do Código Penal.

A nomeação do assessor na Assembleia, a influência para empregar a filha na Prefeitura e a coincidência da emenda que beneficiou a irmã não podem ser analisadas apenas sob o ponto de vista da legalidade, mas fundamentalmente pelo aspecto ético. Não se deve esperar que a sociedade seja compreensiva e tão mansa com um negócio desse. Ao contrário. Seria de muito bom tom que os homens públicos - pagos com o dinheiro do povo - tivessem a grandeza de, espontaneamente, se considerarem impedidos do desfrute de facilidades proporcionadas pelo cargo. Seria uma forma inclusive de poupar os favorecidos, sempre expostos a esse tipo de questionamento, ainda que seus méritos sejam inquestionáveis.

No País em que até o ministro do Trabalho - agora ex-ministro - foi apontado como funcionário fantasma do serviço público, no entanto, é de se duvidar que a classe política chegue a um nível de desprendimento tão elogiável. Existem as honrosas exceções, e aqui ficam a singela esperança e a sincera torcida para Roquinho ser capaz de mostrar que é exceção. Mas de um modo geral, a falta de clareza nas nomeações e a escassez de virtudes dos padrinhos pouco exigentes têm sido decisivas para reforçar no imaginário popular a sensação de que apadrinhado é tudo igual. Ou quase, porque nem todos têm ficha suja".

4 comentários:

  1. Fazer o que? Dizer o que de uma pessoa dessa? É muito fácil dizer
    que o problema não é dele e isso e aquilo......já imaginou esse
    cara na prefeitura de Birigui o tamanho do estrago que ele vai
    fazer para poder primeiro "acertar" o seu bolso e depois para poder
    "satisfazer" toda a corja e toda a malandragem que o rodeiam, já
    imaginou quanto vai custar tudo isso, mas Deus é Grande e não vai
    permitir que isso volte a acontecer em nossa cidade

    ResponderExcluir
  2. Roque, quando você foi vice os funcionários da prefeitura sempre foram tratados com dignidade. Espero que você ganhe as eleições para fazer algo pelos menos favorecidos, inclusive na área da saúde. Porque a corja de cargos em comissão existente na cidade não deixa sobrar dinheiro para ser aplicado na saúde.

    ResponderExcluir
  3. Sobre o comentário acima: caraca, como você é inocente heim!!! Não disse burro heim, por favor. Mas você acha que se a política foi "suja" com o atual prefeito, terá melhoras com o Roquim???? Se existem 300 cargos em comissão, passará para 5.000, se foi desviado 5, 10, 15 milhões, imagina com esse sujeito.
    Ele é tão pirracento que a 1ª coisa que faria seria melhorar a saúde, é claro, a maior pirraça primeiro, que diga-se de passagem, já tem o cargo em comissão, desinformado você, pois já se sabe quem será o secretário de saúde, inocente você....demais, vota nele, ele não vai ganhar mesmo, isso é fato!!!

    ResponderExcluir
  4. Sou antinepotismo... É uma prática ruim para o agente público...
    Se a justificativa é a competência, prestem um concurso público e adentrem...
    Se é por confiança, observem a história da Roma Antiga...

    Renato

    ResponderExcluir

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.