Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

Eleições 2030: Um Projeto para Uma Nação

Partido Novo - Blog do Asno
Quando o professor Christian Lohbauer anunciou que seria candidato a vaga no Senado por São Paulo anunciei aos meus amigos que faria campanha explícita em seu favor completamente de graça. Cheguei a me programar para me tornar um cabo eleitoral não oficial de sua candidatura. Depois o professor se tornou candidato a vice-presidente ao lado de João Almoedo. Paciência... Sei como funciona o jogo e os eleitores ainda não estão preparados para um projeto como o apresentado por esses cidadãos.

A cada eleição ouço dos descontentes que não há bons candidatos e que os que se candidatam são todos iguais... Nada mais falso que isso.  Em 1894, o eleito pela revista Época como o Maior Brasileiro da História, Rui Barbosa, ficou em quarto lugar na eleição para presidente do Brasil. De lá para cá, quase todos os pleitos contaram com ao menos um candidato com excelentes qualidades para se tornar o líder de nossa nação, mas a escolha sempre foi Barrabás... Sendo assim, o problema é outro! Em 2013 eu estava lá quando um suposto "gigante acordou". Colaborei entusiasmado com aquilo que parecia um despertar da nação até o ano de 2015 quando o gigante se revelou uma grande aberração.

O modelo de Sistema Eleitoral do Brasil mais uma vez conseguiu conduzir os eleitores ao topo da escala de insanidade onde os dois candidatos com maior índice de rejeição estão na reta final da corrida eleitoral. Que mudanças essa doente nação almeja produzir de fato? A renovação do Congresso só ocorrerá nos cargos que ficaram vagos porque se lançaram em outras candidaturas. No Rio de Janeiro outra vez Lindberg Farias (PT) será senador; em Minas Gerais, Dilma Rousseff (PT) - acreditem! - será senadora eleita; no Paraná, Roberto Requião (MDB) e em São Paulo, pasmem, Eduardo Suplicy (PT). E vem com a conversa de renovação! Tiririca será deputado federal por São Paulo outra vez e independente do resultado dessa eleição serei obrigado a amargar mais quatro (talvez oito) anos de insatisfação e comicamente ouvindo as reclamações dos eleitores que fizeram a escolha que nos prejudicará a todos!

Tudo o que eu sempre combati nas atitudes dos simpatizantes do PT e o pensamento mofo da esquerda se incorporou com mais intensidade naqueles que se identificavam contrários aquela ideologia. Mais intolerantes, radicais e barulhentos do que os insuportáveis esquerdistas. Parecia impossível brotar alguma salubridade daquilo tudo que se desenhava naquele momento. A ignorância e preguiça de uma nação colocou o PT no poder, mas o repúdio oriundo da incapacidade daquele partido pariu um monstrengo ainda pior. O PT tinha como expoentes intelectuais celebridades e preguiçosos que nunca souberam o que é ser povo de verdade, mas a doença que veio em seguida tem como gênios da pátria caricaturas como Sandro Rocha e Alexandre Frota...

Felizmente! Algumas sementes positivas foram lançadas desde então. Em meio a gigantes pescadores de likes na internet surgiram também alguns valentes que dedicam parte do seu tempo para ajudar a esclarecer e não confundir ainda mais o cidadão mediano sem instrução e sem disposição para aprender. Em um país onde as pessoas odeiam ler, bons críticos surgiram produzindo vídeos que traduziam a linguagem complicada e chata dos tecnocratas e jornalistas soberbos. Não chega a ser uma revolução, pois ainda existem muitos que são populares e semeiam mais confusão do que luz. Mas, com o tempo, (30 anos mais ou menos), pode-se colher bons frutos disso.

Meu voto sempre é declarado porque não tenho vergonha das minhas escolhas. Nunca darei meu voto para candidatos populistas ou para messias instantâneos ungidos pela credulidade de pessoas com raciocínio débil. Como os japoneses revolucionaram a sua história, sobretudo após a destruição do país em virtude da Segunda Guerra Mundial? Investiram massivamente em educação! Como os EUA vieram a se tornar a maior potência do mundo? Investiram obcecadamente em tecnologia! Resumindo, estas nações diminuíram as injustiças, sobretudo relacionadas a diferença de renda e dignidade dos cidadãos investindo em educação e tecnologia!

Vamos inserir nosso país na comparação e analisar a forma como nossos "representantes" propõem solucionar os mesmos problemas enfrentados por aquelas nações que citei. Mantendo a educação medíocre, o investimento em produção tecnológica escasso e a distribuição de renda através de um programa que deveria ser provisório (Bolsa Família), mas que se tornou eterno! Assim pensam os progressistas: justiça social se faz com arrecadação e distribuição de renda se faz com perenização da miséria. Um programa que deveria ajudar na redução da miséria só vem aumentando sua cobertura ano após ano, sem falar que se tornou o maior projeto de compra de votos do mundo!

A esquerda propôs salvarmos a economia sem investir na estrutura do país e comprometendo meio porcento do PIB com assistencialismo porque, segundo a visão míope deles, o dinheiro voltaria para economia. O que é uma baita contradição, ora! Já deveríamos ter pessoas com autossuficiência para tocar a vida sem o famigerado óbulo do governo. Se a cobertura do programa está aumentando, significa que o benefício é ineficiente!

Vou tomar porrada de novo, inclusive daqueles que são iguais a mim! Me dá medo quando tomo consciência de que vivo em um regime onde o pobre se torna fiscal de outro pobre. No que diz respeito ao campo das finanças, não sou mais do que um mero operário assalariado. No campo das ideias eu sou a média! Estou entre os pensadores mais medíocres desta nação. Não sou erudito, intelectual, ou acadêmico. Aliás, repudio tais apelidos! Hoje ser algum destes pode significar coisa pior do que ser medíocre.


Muitos séculos e centenas de milhares de litros de sangue foram necessários para chegarmos ao ponto em que nos encontramos e de maneira nenhuma eu iria querer retornar ao estágio primário da tentativa e erro de mais um sistema "milagroso" e justo. O que acham? Entra governante, sai governante e sua vida muda substancialmente em alguma coisa? A única vida que muda realmente é a dos políticos que passam a ser atendidos por hospitais de alto padrão e a residir em moradas elegantes e muito confortáveis. A nossa labuta permanece a mesma! O nosso rendimento continua sendo insuficiente para uma vida digna, a saúde continua precária, a educação continua ridícula, as obras continuam superfaturadas e insatisfatórias, as promessas continuam mais robustas e nunca cumpridas e os discursos ainda são os mesmos: apontam o que todos nós já sabemos e concordamos, mas não passam de discursos.

Não é porque um bando de moleques preguiçosos e covardes, porque preferem a teta gorda de um governo que os financie a terem de se lançar em um mercado competitivo e predatório, que eu vou achar tudo muito "fofo" e me calar! Essa gente aguerrida da esquerda pode até parecer bem intencionada e destemida, mas são preguiçosos e covardes, a maioria influenciados por portadores de diplomas de professores. Eu já fui um tolo anarquista que queria que o mundo todo enxergasse a sí próprio como eu o enxergava. Acontece que eu estava equivocado e queria que todos se equivocassem como eu.

O problema não está na propriedade privada ou no capitalismo. O problema está na capacidade humana de iludir-se a si mesmo. Estivéssemos nós sob um regime socialista (como já estiveram outros), ou anarquista e sonharíamos e até lutaríamos para nos mudarmos para o regime capitalista. Mas como estamos no regime pré-capitalista, sonhamos com outra merda que o valha! Se eu fosse um jornalista, não julgaria, apenas relataria os fatos. Acontece que sou um cidadão, e dos mais afetados pelos fatos!

Se os políticos são lamentáveis, se os serviços são sofríveis, se a roubalheira é insuportável, a única forma — A ÚNICA! — de sairmos bem disso é exigindo mais respeito às leis (ou o efetivo respeito), não o contrário. Caso se passem a tolerar a agressão sistemática às leis e a violência como método de convencimento e de imposição de uma vontade, o resultado será um só… Tragédia! O regime democrático é a única garantia que os homens conseguiram inventar para que os diferentes convivam sem buscar a eliminação do outro. Quando ele é rompido, temos as ditaduras. Quando é eliminado como expressão dos fracos, temos o fascismo, de esquerda ou de direita.

Atualmente, o melhor projeto para o país vem dos colaboradores do Partido Novo. Nasceu como partido por que de outra forma não pode ser em nosso país. Porém, é o único partido que de fato apresenta um projeto para a nação com propostas úteis e com um modelo que irá produzir bons e novos líderes. Atualmente o Brasil passa por uma grave crise de liderança em todas as esferas públicas e privadas. Problemas de nossa formação e falhas no alicerce de nossa pátria. Com uma visão muito mais prática o Partido Novo dará boas contribuições para os próximos (e difíceis) anos. Ainda é um partido e, como sempre, mantenho-me contrário a partidos e siglas, mas fazer o quê com o atual sistema eleitoral brasileiro?

Meu voto é para o João Almoedo no primeiro turno, ainda que eu entenda que não será desta vez. Não votei no segundo turno da última eleição presidencial por que estava em alto mar e distante demais de uma urna eletrônica. Nesse pleito... Acho que irei para o deserto.

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
7. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.