Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

Messianismo é o lulismo adiado

Jair Messias Bolsonaro - Blog do Asno
A insatisfação com o lulismo e a tudo que o Partido dos Trabalhadores vinha produzindo de retardamento desde que conquistaram o poder através das urnas na eleição de 2002 me levou a escrever o que eu sentia com relação ao que considerei um atraso de três décadas para o país. As jornadas iniciadas em 2013, dispersas e amorfas logo tomaram a forma que eu temia e por acreditar que aquele movimento sem condução e sem reflexão iria produzir algo ainda pior do que o lulismo decidi me afastar sem ânimo para continuar registrando sequer um mínimo comentário. Porém, havia razão no meu receio e eis que uma semente havia sido lançada ao solo, brotou débil e hoje fortalece suas raízes e seu tronco com pleno vigor. Chamo a isso de messianismo. A palavra não poderia ser mais coerente...

O lulismo legou terríveis mazelas ao país, reabriu feridas cauterizadas pelo tempo quando trouxe a sua famigerada Comissão da Verdade e efetivou o sentimento do "Nós contra Eles", quando o "Eles", de fato, nem existia. Não posso esquecer que o lulismo ainda foi capaz de produzir algo impensável. Colocou no poder uma força da natureza, uma brutalidade contra o discernimento chamada Dilma Rousseff que, até o momento, eu acreditava ser impossível alguém mais incapaz assumir o seu lugar. Não poderia estar mais enganado.

De tanto repetir a falácia de que um adversário monstruoso denominado "Eles" assombrava o país, não é que o setepele se manifestou na forma do Mito do WhatsApp. Um capitão da reserva que há 28 anos representa um dos estados mais mal representados do país, Rio de Janeiro, é abençoado pela internet com as mais nobres virtudes do Capitão América devido a suas "tiradas" e "mitadas" que, por si só já revelam sua incapacidade de articular palavras e responder com inteligência a qualquer provocação. Exatamente como a maioria do povo mal instruído do país. Nunca um combatente de fato, jamais um soldado de missão, mas, alçado instantaneamente a condição de herói salvador pela irracionalidade.


Os progressistas não entenderam que a maioria absoluta do país considera justo e compreensível tratar a invasão de propriedade como terrorismo, reduzir a maioridade penal, revisar a história da ditadura, cortar ministérios, trazer a Educação Moral e Cívica de volta as escolas, expurgar Paulo Freire da pedagogia nacional, abater criminosos com arma na mão e relativizar as mortes cometidas por policiais. Ponto! Contudo, os bolsonaristas não entenderam que nada disso irá ocorrer, ao menos nessa primeira metade do século!

Realmente Paulo Freire é o expoente maior da desgraça da educação no Brasil, mas, sem Pierluigi Piazzi, que outra proposta de pedagogia temos hoje? Mais laboratório piagetiano e vigotskiano? O retorno da Moral e Cívica não garantirá absolutamente nada após 40 anos de doutrinação, sobretudo por que atualmente não há ninguém no país que possa ministrar essa matéria, senão os próprios que criaram o emburrecimento sociológico já vitorioso entre os jovens. O corte nos ministérios pode até ocorrer no princípio, mas em nada será efetivo no resultado final. Quanto aos demais itens da lista... Há impedimentos constitucionais para isso e não há clima para outra assembleia constituinte para mudar o resultado da equação.

O que acontecerá quando as pessoas se tocarem que o maestro não tem habilidade e que a orquestra está composta de músicos, cujos instrumentos não produzem sons harmônicos, mas o pranto infantil, tenso e irritante que nada produzirá de novo no horizonte de mais quatro anos... Felizmente o país continuará a existir e novamente estaremos discutindo política com a mesma perícia que dedicamos ao discutir o futebol. A única diferença é que não sujarei minhas mãos e consciência dirigindo meu voto a qualquer um dos candidatos que o atual sistema eleitoral permitiu que chegassem a esse segundo turno. Cometerei o pior dos pecados me tornando hipócrita e contrariando o que sempre condenei em meu blog... Votarei nulo!

3 comentários:

  1. Cadê a sua aposta de que o "messias" não venceria a eleição? Deveria era ter vergonha. O homem já está com 59% de intenções de votos. Praticamente eleito.
    E ainda vai votar nulo, se contradizendo com posts de anos anteriores em que propalava aos quatro ventos que anular voto é uma covardia.
    Por isso que este blog se chama "um asno". Vc é uma contradição ambulante, rapaz. Reclama de tudo e no fim não demonstra uma sequência lógica de raciocínio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tenho motivos para me envergonhar de absolutamente nada, sobretudo por que tenho a decência de oferecer minha cara a tapa expondo minha opinião sem recorrer ao anonimato. Quanto ao voto nulo, vocês criaram uma situação completamente inusitada que não deixa opção alguma, senão lavar as mãos e deixar que vocês apertem o botão do "foda-se". Boa sorte.

      Excluir
  2. Asno, vc anda sumido !!! Saí dessa depressão !! Reage, cara !! 😂😂
    Brasil acima de tudo 🇧🇷
    𝗗𝗘𝗨𝗦 acima de todos 🙏
    Abs

    ResponderExcluir

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
7. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.