Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

Quem se incomoda com a expressão: "Deus Seja Louvado"? Nem os ateus!!!

Boa noite pessoal. O pastor Silas Malafaia comenta a iniciativa do procurador Jefferson Aparecido Dias, que quer tirar das cédulas do real a expressão “Deus seja louvado”. Mais uma vez, concordo com as palavras de Malafaia e acredito que a maior parte da população não sente o menor incômodo por existir a referida frase. Continuando o debate sobre a representação do Ministério Público exigindo a retirada da frase "Deus seja Louvado" das cédulas, acho que a questão não diz respeito à fé de cada um, mas à tolerância com a fé alheia, especialmente à da esmagadora maioria dos brasileiros. Fala-se ali de um “Deus” genérico, no qual acreditam cristãos, judeus, muçulmanos, espíritas e outras tantas convicções religiosas. Algumas religiões de origem africana não são monoteístas, mas não são hostis a existência do divino. Notem: se aquele “Deus” da cédula fosse explicitamente o Deus cristão, isso já estaria a falar a mais de 90% dos brasileiros. Não me incomoda a inscrição. Aliás, nem a maioria dos ateus se incomoda! Tenho preocupação, sim, é que daqui a pouco vão impedir que se usem determinadas figuras nas fachadas das lojas ou logomarcas e exigir que obras literárias sejam incineradas porque isso estaria agredindo a fé de alguém.

Nas democracias, prevalece a vontade da maioria na escolha dos mandatários e, frequentemente, no conteúdo das leis. Elas também se fazem presentes nos costumes e nos valores. Mas o regime só será democrático se os direitos das minorias forem garantidos. Haver na cédula do real a expressão “Deus seja louvado” significa, sim, que este é um país em que a esmagadora maioria acredita em Deus, mas não caracteriza, de modo nenhum, supressão dos direitos daqueles que não acreditam em Deus nenhum, que acreditam em vários deuses ou que simplesmente acham a religião uma perda de tempo. Em sociedade, a afirmação positiva de um valor não implica, necessariamente, a cassação da expressão de quem pensa de modo diferente.

Um comentário:

  1. Concordo com você e com Silas, tirar a frase das cédulas é uma grande besteira, isto nunca incomodou ninguém.

    ResponderExcluir

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.