Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

Vamos falar sobre drogas. Não! Dessa vez não se trata de política!

Viciado Acorrentado - Um Asno
Pessoal, tenho entrado no blog ultimamente para moderar alguns comentários apenas porque tenho que produzir como qualquer brasileiro normal e que não está engajado (financiado) nas causas políticas. Afinal, opinião não ajuda a engordar o PIB. Agradeço a participação de vários leitores que pedem artigos e contribuem com ideias e peço desculpas por não corresponder na mesma velocidade. Como sempre, não deixo de acompanhar a imprensa e as diversas opiniões sobre todos os assuntos, mas em especial, gostaria de participar do debate sobre o crack. De imediato, já quero deixar bem claro que sou absolutamente favorável a Internação Compulsória. Lá vou eu ser chamado de "reacionário nojento" novamente, mas... fazer o quê? Talvez algum outro psicólogo recém formado, progressista e maconheiro venha me laurear com sua benevolência agressiva, mas como já vi em outras histórias, até extremistas revisam suas vidas na maturidade e reconhecem como estavam enganados sobre alguma opinião que defendiam no passado. Posso também amadurecer um dia...

Conheci de perto o problema das drogas com um parente não muito próximo, mas que atingiu indiscriminadamente a família toda. Não faz muito tempo também levei um prejuízo de quase oito mil reais por tentar ajudar "humanisticamente" um amigo muito querido que há muito perdera seu livre arbítrio para as drogas. Felizmente este amigo está em processo de recuperação após uma luta hercúlea. Curioso é que sua história começou com o "inocente" e "artístico" baseado e acabou com qualquer coisa que o ajudasse a escapar de si mesmo. Muita gente não discute, mas a questão das drogas está intimamente ligada a relacionamentos. TODOS OS RELACIONAMENTOS!

Conheço de perto o problema do vício tendo eu mesmo me submetido a ele por tantos anos. Não me refiro a um vício específico, mas a toda forma de agir nociva e negativamente contra si mesmo. Particularmente, acho minha vida breve e tenho desperdiçado muito dela com picuinhas e mal entendidos no que diz respeito a relacionamentos. Portanto, tenho autoridade, sim, para discutir o assunto. Tenho muito mais a dizer, mas o farei em doses "homeopáticas" para não extrapolar a paciência de quem me acompanha. O assunto exige mais do que algumas linhas, então, dividirei em mais artigos e colherei as opiniões de quem for se juntando ao debate.

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.