Rádio Na Pior

Últimos Artigos
recent

MPL E A EXPERIÊNCIA MAIS ERÓTICA DA MINHA VIDA!

Metrô de São Paulo lotado - Um Asno
Muitas vezes preciso fazer uso do transporte público em São Paulo por razões ligadas ao trabalho e, também ao lazer, por que não! Na maioria das vezes é uma atividade sem grandes sofrimentos, mas às vezes... A experiência de sair muito mais cedo para poder chegar ao trabalho em tempo pode ser dramática para quem ainda não se adaptou ao ritmo da Capital. Quem toma o metrô da Linha Vermelha todos os dias em horários de pico entende bem onde quero chegar. Foi assim que obtive minhas primeiras experiências! Primeiro você chega a uma estação (exemplo: Penha), exageradamente lotada de pessoas ansiosas para chegar ao trabalho por que preferem essa vida a ficarem desempregadas e logo percebe que não conseguirá entrar no metrô com aquela multidão acelerada. Quando o metrô chega é que você constata que não vai entrar mesmo! No décimo segundo transporte eu não tive ânimo para me dirigir a porta que mal fecha depois de aberta (literalmente as pessoas "estufam" para fora!), mas entraram comigo a força! Quando percebi já fazia parte da mistura homogênea que se forma dentro da lombriga metálica. É involuntário, mas é um tal de dedo no olho, cotovelada no queixo, cabelo preso e por aí vai...  Contudo, a parte mais erótica é quando você sente que está sendo invadido por uma multidão de estranhos! Literalmente eu me fudi! Me senti violado de todas as formas.

É justamente nessa hora que o paulistano mais recebe a minha empatia e admiração! O quanto essas pessoas são violadas diariamente por governos medíocres e representantes que são tudo, menos líderes. Mas, vamos lá... Geralmente escrevo para mim mesmo como forma de registrar meu próprio tempo, mas vou escrever exclusivamente para alguns retardados defensores da forma como ocorrem as manifestações do MPL (Movimento Passe Livre). Já passou da hora de dizer o que as coisas são de fato! Vim para São Paulo há pouco menos de um ano e de lá para cá aprendi a amar tudo o que acontece aqui, sobretudo o vigor com que as pessoas expressam suas opiniões. Eu que sou um dos maiores defensores da liberdade de opinião, independente da razão, ou não, confesso que mantenho reservas contra algumas atitudes do MPL e não é de hoje! O movimento é formado por uma fina teia de pensadores (logo, ociosos!), uma parcela de gente do "oba-oba", uma camada extensa de moleques sem causa (portanto, se encantam com qualquer merda), outra de delinquentes mesmo e uma porção de iludidos. Porém, quem tem mais voz mesmo não passa de um bando de maconheiros desocupados sem a menor expectativa de uma vida produtiva e por isso acham romântico ferrar com a vida dos outros para chamar a atenção para sua causa.

É legítima a reivindicação dos guris? É!! Eles têm direito a pleitear pelo passe livre? Depende... De como eles fazem isso! Em meu último texto (aqui), um zérruela que nem teve a decência de informar o próprio nome (deve ser por que o odeia) me mandou o seguinte recado: "(...) Como bom egoísta e nem um pouco empático, o jumento tem que pagar só a passagem dele. E foda-se se o pobre não conseguir andar de ônibus". Ah!! Então a sua preocupação é com o pobre, seu canalha (ou sua!). O mesmo pobre que você irresponsavelmente fode toda vez que resolve expressar seu "altruísmo" na avenida! Se estão tão interessados em garantir o acesso a educação, cinema, museus, lazer, que fazem parte, segundo interlocutores do movimento, que tal demonstrarem seus resultados no Enem. Melhor! Por que não mostram os boletins escolares, coisa que os pais de vocês não devem ter muita preocupação! O resultado de vocês deve justificar mesmo que o transporte iria melhorar os índices. Bolas! Querem conquistar a porra do passe livre, batalhem mesmo por isso, mas sem complicar ainda mais a vida de quem já pasta o suficiente e sem vandalizar com o patrimônio alheio! O que fazem não é corajoso, é incoerente com o que pregam! Eu não me importo com pagar pelo transporte (embora também deseje que ele seja melhor), e sei que poderia pagar muito menos se já não houvessem tantos privilegiados que não pagam. E aqui me refiro justamente aqueles que menos precisariam de tal privilégio: a grande maioria dos ociosos que tem tempo de ocupar uma avenida bem no período de atividade laboral! Vadiagem e não ativismo, esse é o nome certo para a merda que fazem.

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.