Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

Corrupção e golpe: Qual é a raiz desse discurso?

Gilberto Carvalho - Um Asno
Gilberto Carvalho e suas declarações sem noção!
Alimentada por vários blogs e jornalistas de consciência duvidosa a ideia de Golpe contra um suposto legado de Lula vem ganhando mais eco conforme surgem mais fatos da farra resultante das nomeações nos últimos anos. É claro que a corrupção não foi inaugurada recentemente, mas criamos um novo instrumento de percepção desta. Tudo o que se refere negativamente ao governo petista dos últimos doze anos ganha eco, como se legítimo fosse, e se ancora nessa falácia do "golpe". Existe golpe contra ex-presidente? Méritos há em todos os governos, mas irregularidades também e todas devem ser apuradas sempre e em qualquer época que seja possível! Porque blindar os que se encontram no poder e só se apurar os que fora dele estão? Acaso os vassalos dessa ideia julgariam que se trataria de golpe se os investigados fossem seus adversários?

O Deputado Protógenes Queiroz (PCdoB/SP) realizou um pronunciamento no dia 29 de novembro no plenário da Câmara dos Deputados denunciando a seletividade das operações realizadas pela Polícia Federal em uma tentativa de atingir a estrutura orgânica do Governo Federal. Ressaltou o direcionamento das operações da Polícia Federal, como as operações Porto Seguro e Durkheim, para atingir a presidenta Dilma Rousseff e o ex-presidente Lula. "Existem interesses internacionais para desestruturar o Governo Federal, em atrasar o desenvolvimento da República Federativa do Brasil", alertou Protógenes. Vejam o vídeo abaixo, volto em seguida.


Voltei
Queiroz está nervosinho assim porque a PF também investiga ele e quando o mesmo era delegado daquela instituição fez uma lambança na Operação Satiagraha que acabou favorecendo o investigado, no caso, Daniel Dantas. Não é o único a falar besteira pelos cotovelos. O ex-chefe de Gabinete de Lula e atual Ministro Chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho (foto acima), que também foi braço direito do prefeito assassinado, Celso Daniel, disse nesta segunda-feira, ao falar da relação entre movimentos sociais e governos populares da América Latina, que o governo brasileiro é a prova de que o combate à corrupção ainda é prioridade para os principais movimentos. Segundo ele, o Ministério Público e a Polícia Federal nunca tiveram tanta autonomia. ''Antes havia o 'engavetador-geral' da República. Com o presidente Lula, nós começamos a ter um procurador com toda a liberdade. A Polícia Federal - que é hoje cantada em prosa e verso pela sua independência - só passou a ser independente sob o governo do presidente Lula e agora da presidenta Dilma, cortando na carne quando necessário. A Corregedoria-Geral da República nunca teve liberdade para agir como tem agora'', disse o ministro.

Carvalho também questionou a impressão de que há mais corrupção atualmente. ''O que acontece mais agora é que as coisas não estão debaixo do tapete. A Polícia Federal e os órgãos de vigilância e fiscalização estão autorizados e com toda a liberdade garantida pelo governo'', disse. ''Agora há autonomia inclusive quando cortam na nossa própria carne. E isso é saudável. É um resultado desse avanço da democracia''.

As afirmações de Carvalho só não superam as de Rui Falcão em estupidez! Ele confunde completamente o sentido das instituições. Jamais deverá ser atribuído a quaisquer governo que se instale a prerrogativa de garantir a autonomia da Polícia Federal e do Ministério Público. Essa tarefa cabe a lei e ainda somos regidos por ela. O governo atual não pode surrupiar aquilo que a Constituição nos assegura. E quando se refere ao passado, ataca os adversários, mas ignora as gestões dos atuais aliados: Collor e Sarney. Será que nesse período havia tapete? Nem vou comentar a resposta do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso porque a achei fraca.

O partido que esse senhor declara como a "entidade" generosa que garantiu a autonomia destas instituições, tanto respeitou a autonomia do procurador-geral da República que tentou destruir a sua reputação com uma CPI. Tanto respeita a autonomia da Polícia Federal que se esforça violentamente para desqualificar suas ações e, como afirma aquele senhor do vídeo, qualificá-las de seletivas "para atingir a estrutura orgânica do governo federal". Toda ação que revela o envolvimento de algum companheiro é tratada como golpe de uma elite "branca e reacionária", como dizia o senhor Lula. Nunca souberam separar o governo, que é para todos, do partido, que é para uma "parte" da sociedade. Além do mais, qual é a herança maldita que Dilma Rousseff enfrenta que não tenha sido produzida com sua participação quando, então, ministra do governo anterior? Que mérito há na afirmação de que este governo combate a corrupção "inclusive quando cortam na nossa própria carne", quando os corruptos são indicados e ordenados pelo próprio governo?


Dilma afirmou durante seu discurso de posse que “A corrupção será combatida permanentemente”. Mentiu! Se fosse esse o seu pensamento não teria chamado de volta Antonio Palocci e Alfredo Nascimento. Não teria nomeado Pedro Novais e mantido Wagner Rossi e Orlando Silva. Não teria demorado tanto para retirar do quadro o ex-ministro do trabalho, Carlos Lupi e não teria transformado em sucessora sua melhor amiga Erenice Guerra.

Uma certa fração de petistas ainda não se deu conta de que eles são a situação há mais de uma década e que suas falas, muitas vezes, voltam-se contra eles próprios. Nesse período o país ficou sem oposição porque o DEM e o PSDB são "ruins de serviço" nessa matéria. O PT, sim, tinha as "manhas" de como fazer oposição, mesmo que não estivesse com a razão! E o estranho é que muitos ainda continuam nos moldes de partido oposicionista, mesmo sendo a situação atualmente! Na verdade, não temos uma oposição no país e os únicos capazes de resgatar a nobreza do sentido por trás das palavras contidas no discurso petista são os próprios petistas. Ao menos uma fração séria que ainda existe naquele partido! 

Agora, vamos a fala de Falcão na Folha sobre os últimos escândalos envolvendo os companheiros: “São exceções que têm ocorrido no PT que não envolvem nossa estrutura partidária (…). Lamentamos que alguém que estava num posto de representação federal possa ter cometido os fatos revelados pela imprensa a partir da investigação da Polícia Federal. O PT não compactua com isso”. “Ele provavelmente será processado, terá direito a defesa, e o PT, no momento propício, se houver condenação, seguirá o seu estatuto [apuração, suspensão e desfiliação], concedendo ampla defesa ao acusado”.

Bravo!!! Para este caso existe um estatuto! E quanto aos colegas mensaleiros, julgados e condenados? (e vamos parar com a palhaçada de que o julgamento ocorreu sem provas! Mais de 50 mil páginas de processo não foram preenchidas a esmo, nem tampouco, recheadas de poesias e literatura brasileira!). Querem separar os dois casos? Então, Rosemary Nóvoa de Noronha não é um problema do partido e sim um "assunto particular" de Lula, como ele mesmo afirmou? Mas é também petista como o Paulo Vieira, apontado pela PF como chefe da quadrilha, que também é petista e foi aprovado por insistência de Lula e contra a vontade do Senado! 

Hipocrisia aqui é a qualidade de transferir para outro os defeitos que omitimos em nós. Acredito, ainda, numa grande parte de petistas honrados (verdadeiras estrelas do partido), hoje reféns de um projeto maquiavélico de poder, que podem e devem restaurar o verdadeiro papel do Partido dos Trabalhadores. Não a quadrúpede ideologia marxista, mas a luta por justiça social realista. Ainda alimento a esperança de que a parte nobre desse partido prevaleça e resgate sua alma original.

Nenhum comentário:

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.