Observatório Social de Birigui

Últimos Artigos
recent

CPI do Cachoeira: Vamos ao artigo de Zé Dirceu

José Dirceu
Agora sim, vamos a um artigo publicado no blog do Zé Dirceu, como eu havia prometido. O Zé (como é de se esperar) promove a ideia de que a midia está tentando conduzir os trabalhos da CPI do Cachoeira e manipular a opinião pública. "A mídia adotou uma linha equivocada ao insistir que houve um acordão entre PT-PMDB-PSDB na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) que investiga o caso Carlos Cachoeira. Segundo tal versão o objetivo de pretenso acordo seria, entre outras coisas, o de não convocar os governadores até agora citados nos grampos do bicheiro e seu círculo de relações. Pretende-se vender a falsa ideia de que algo que mal começou teria terminado em pizza".
Disse ainda:
Minha avaliação é outra. Entendo que o roteiro adotado pela Comissão de Inquérito é correto e objetivo: estudar todos os autos e áudios, ouvir os delegados responsáveis pelos inquéritos que deram origem à CPI – como já fez –, convocar os auxiliares dos governadores e da Delta. É o caminho certo para decidir se, em seguida, convoca ou não os três governadores, como quer o PSDB, ou apenas Marconi Perillo, como querem PT e PMDB.
Mais uma vez, está tentando fabricar miragem, pois está mais do que claro que a Comissão está emprenhada em restringir os trabalhos ao centro-oeste, onde atuava o bicheiro e, por uma acaso do destino, mantinha relações com a Delta! Mas e os outros "cachoeiras" nos outros estados?


A Polícia Federal e a Controladoria Geral da União (CGU) acusaram maracutaias da Delta no Ceará, em 2010!!! A operação “Mão Dupla” identificou de tudo por lá: propina, fraudes em licitações, desvio de verbas, superfaturamento, pagamentos irregulares e emprego de material de qualidade inferior ao contratado em obras comandadas pelo Dnit. Um diretor local da Delta, Aluizio Alves de Souza, e o superintendente no Dnit no Estado, Joaquim Guedes Martins de Neto, ! Mesmo assim, o governo celebrou com a construtora outros 31 contratos, no valor de quase R$ 800 milhões. Pergunto: o Ceará estava sob a jurisdição de Cachoeira??? Não! O “homem” da construtora no Estado era outro.

E no Rio de Janeiro?? Podem virar do avesso os contratos de R$ 1,1 bilhão do estado do Rio com a Delta, e duvido que se encontre por ali o dedo de Cachoeira. A investigação que interessaria ao Brasil, de fato, seria sobre quais são os outros braços que operaram o esquema da Delta (que curiosamente foi assessorada por... José Dirceu!!!). Aliás, as consultorias de José Dirceu são maravilhosas, pois transformarm uma empresa média com capital social de R$ 120 mil reais em uma das três melhores construtoras do país, segundo a Revista Exame. À propósito, aos que criticam o grupo Abril porque tem a Exame elogiando a Delta em um momento e a Veja criticando no outro, não misturem as coisas: a Exame avalia desempenho financeiro das empresas não os tentáculos políticos, isso fica para a Veja.

Cachoeira é sim um criminoso e deve pagar por seus crimes, como provavelmente acontecerá com ele e mais uns dois ou três amarrados ao esquema do bicheiro, mas isso seria fechar os olhos, a voca e os ouvidos para algo muito maior que assalta aos cofres públicos. Se o roteiro adotado pela Comissão é correto e objetivo, Zé, esqueceram de avisar o Vaccarezza e os 80% de parlamentares que que compõem a citada comissão e fazem parte da base que não quer investigar a Delta e sim, apenas as ligações de Cachoeira.

Desculpa Zé, não tenho a sabedoria da juventude que o apoia... 

Um comentário:

  1. Zé Dirceu acha que a gente é otário né, cachoeira esta mais suja que pau de galinheiro, e ele também deve levar muita grana com esta empresa Delta, esta CPI não pode e não vai acabar em pizza.

    ResponderExcluir

1 - Qualquer pessoa pode comentar no Blog “Um Asno”, desde que identifique-se com nome e e-mail.
a) Em hipótese alguma serão aceitos comentários anônimos.
b) Não me oponho quanto à reprodução do conteúdo, mas, por uma questão de responsabilidade quanto ao que escrevo, faço questão que a fonte seja citada.

2— Não serão aceitos no Blog “Um Asno” os comentários que:
1. Configurem qualquer tipo de crime de acordo com as leis do país;
2. Forem escritos em caixa alta (letras maiúsculas);
3. Estejam repetidos na mesma ou em notas diferentes;
4. Contenham insultos, agressões, ofensas e baixarias;
5. Reproduzam na íntegra notícias divulgadas em outros meios de comunicação;
6. Reúnam informações (e-mail, endereço, telefone e outras) de natureza nitidamente pessoais do próprio ou de terceiros;
7. Contenham links de qualquer espécie fora do contexto do artigo comentado;
8. Contenham qualquer tipo de material publicitário ou de merchandising, pessoal ou em benefício de terceiros.

Tecnologia do Blogger.